quinta-feira, 17 de novembro de 2022

"Não há segurança climática sem proteção da Amazônia", diz Lula em primeiro discurso na COP27

 Presidente eleito se comprometeu a priorizar o combate à mudança climática no novo governo

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), afirmou que "não há segurança climática sem uma Amazônia protegida" e se comprometeu a priorizar a luta contra o desmatamento. Em seu primeiro pronunciamento oficial na 27ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (COP27), na tarde desta quarta-feira (16), o petista garantiu que o combate à mudança climática "terá o mais alto perfil" na estrutura do seu próximo governo.

Lula foi convidado pelo presidente do Egito para participar do evento, mesmo antes de tomar posse como mandatário brasileiro. 

Ele também ressaltou que é preciso enfrentar a crise do clima de modo a combater a pobreza e a fome. Lula criticou ainda as políticas do governo atual na atuação ambiental e afirmou que, nos três primeiros anos [do governo Bolsonaro], o desmatamento na Amazônia aumentou em 73%. "Essa devastação ficará no passado", disse.

Segundo o presidente, haverá um reforço no monitoramento e fiscalização de crimes ambientais, de forma a punir atividades ilegais como garimpo, mineração, extração de madeira e agropecuária. "Vamos recriar e fortalecer todas as organizações de fiscalização e sistema de monitoramento que foram desmontados", garantiu.


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário