segunda-feira, 24 de outubro de 2022

"Roberto Jefferson entrou com notícia-crime contra mim", diz Bolsonaro ao chegar à Record TV

 Na chegada à Record TV para entrevista, candidato se dissociou de petebista, que atirou contra policiais federais hoje



O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, ao chegar para entrevista da Record TV neste domingo (23), que Roberto Jefferson moveu um processo contra ele no STM (Supremo Tribunal Militar).

"Ele entrou com uma notícia-crime contra a minha pessoa. Não existe qualquer ligação minha com Roberto Jefferson. Repito, entrou com notícia crime contra minha pessoa no STM. [...] É injustificável isso daí [ataque aos PFs]."

A fala foi uma resposta ao ataque que Jefferson cometeu hoje contra policiais federais, que foram até a casa dele no interior do Rio de Janeiro para levá-lo à prisão. Ao chegarem para cumprir ordem judicial do STF, os agentes foram atingidos por tiros.

Bolsonaro condenou as declarações de Jefferson contra a ministra do STF Carmen Lúcia, a quem chamou de vagabunda. Porém, aproveitou a ocasião para lembrar que a filha e a mulher dele também foram alvo de ataques. "A imprensa brasileira... A [jornalista] Bárbara Gância se referiu à minha filha...não vou repetir o termo aqui. De uma pessoa de vida fácil... O tratamento não é o mesmo [para quem é adversário ou critica a família Bolsonaro]", disse. "A minha esposa foi chamada de vagabunda... Essa questão de ódio não parte de nós. Pelo contrário, nosso adversário foge do debate", emendou.

Bolsonaro aproveitou para criticar Lula, a quem chamou de chefe de organização criminosa. Ele lembrou que o petista cobrava votos quando ele estava no PTB.

Candidato à reeleição ao Planalto, Bolsonaro será entrevistado hoje por Eduardo Ribeiro e outros jornalistas do grupo Record. O adversário nas urnas, Lula, se recusou a participar mesmo depois de a campanha confirmar participação no debate.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário