segunda-feira, 24 de outubro de 2022

"Quem atira em policial, bandido é", diz Bolsonaro sobre Roberto Jefferson

 Presidente também afirmou que ele e família são vítimas de crime de ódio



O presidente Jair Bolsonaro (PL) chamou o ex-deputado federal Roberto Jefferson de "bandido" por ter atirado contra dois servidores da Polícia Federal que realizavam o cumprimento de um mandado de prisão neste domingo (23). 

"Quem atira em policial, bandido é", afirmou o candidato a reeleição. Bolsonaro disse ainda que tomou as medidas cabíveis a fim de realizar a prisão após os ataques. "Foi feito o contato com o Ministro da Justiça [e Segurança Pública] para que acompanhasse o caso."

Bolsonaro ainda reforçou que não é amigo de Jefferson e citou que o ex-deputado fez, inclusive, com uma queixa contra ele por prevaricação. "Quem me processa não pode alguém achar que é meu amigo."

O candidato a reeleição ainda repudiou a forma com que o ex-deputado ofendeu a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia. "Nenhuma mulher deve ser tratada dessa maneira."

Bolsonaro diz que ele e família são vítimas de crime de ódio

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que ele e sua família são “vítimas de crime de ódio”. A afirmação foi feita baseada nos últimos episódios de ataques e xingamentos contra sua filha e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

A filha de 12 anos do presidente, Laura Bolsonaro, foi ofendida por uma jornalista nas redes sociais. Já Michelle Bolsonaro foi atacada nas redes pela procuradora-geral de Alagoas, Samya Suruagy do Amaral. Em uma publicação, a magistrada se referiu à Michelle como "uma vagabunda iludindo o povo".

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário