terça-feira, 25 de outubro de 2022

Prefeitura de Porto Alegre sorteia vagas em pontos fixos de táxi

 Teatro Dante Barone recebeu mais de 500 autorizatários nesta segunda



O Teatro Dante Barone, na Assembleia Legislativa, ficou lotado nesta segunda-feira para o sorteio de 80 vagas em pontos fixos de táxis. Os locais mais disputados foram o Bourbon Shopping Wallig, na Zona Norte, que oferecia 21 vagas, e o Pontal Shopping, na Zona Sul, que disponibilizava 10 vagas. Desde o início da manhã, antes do sorteio, uma fila com mais de 500 autorizatários se formou do lado de fora da Assembleia. Do total de vagas oferecidas, 77 foram preenchidas. Com apenas um interessado, o ponto da rua Augusto Severo se transformou em ponto livre.

O taxista Pedro Luiz Jung Júnior, 42, comemorou a conquista de uma vaga em um ponto fixo na Zona Sul. “Trabalho há dezoito anos nessa profissão e oito anos como autorizatário. No sorteio eu consegui uma vaga no Pontal, que era a minha primeira opção”, afirma. Na avalição de Pedro Luiz, o ponto fixo é mais uma alternativa de trabalho. “Escolhi esse ponto por ser perto do Menino Deus, que é onde eu mais trabalho hoje, porque trabalho também com a Rádio Táxi. Acredito que vai acrescentar num melhor trabalho para mim ter um ponto fixo e ter essa opção de poder estacionar o carro ali num novo ponto de Porto Alegre que vai ser o Pontal Shopping”, completa.

O sorteio organizado pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) foi acompanhado por representantes do Sindicato dos Taxistas (Sintáxi). O presidente do Sintáxi, Luiz Nozari, explica que a distribuição de vagas é uma oportunidade para quem ainda trabalha sem ponto fixo. “Ele tem um local para ficar e isso vai ao encontro daquilo que o sindicato tem pedido há muito tempo, que as pessoas criem aquele vínculo com o usuário haja vista que atualmente nós já não temos mais passageiro, temos clientes, e o ponto fideliza o cliente. É muito importante”, destaca. 

Para o ano que vem, a entidade tem a expectativa de aumentar o número de vagas. “Achamos que nesse momento ainda foram poucas vagas. Temos muitos carros ainda sem ponto fixo e nós, paulatinamente, vamos continuar colocando todos em pontos”, salienta. Nozari ressalta que a categoria está organizada após enfrentar a concorrência com os motoristas de aplicativos e atualmente conta com 4 mil taxistas cadastrados. “Aproveitamos uma situação de extrema dificuldade para qualificar ainda mais o nosso serviço, porque a saída para a categoria é prestar um serviço de alta qualidade com preço acessível. E é o que estamos fazendo”, afirma.

O diretor-presidente da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), Paulo Ramires, afirma que a presença maciça dos taxistas no Dante Barone reflete o interesse da categoria em busca de pontos fixos. “Mostra que o serviço de táxi em Porto Alegre é um serviço que está em boa recuperação pós-pandemia”, avalia. Ramires afirma que os novos pontos de táxi também são um reflexo das mudanças na cidade, com a criação de shoppings e condomínios residenciais, e fazem parte da reorganização do sistema de transporte. “O relato que a gente recebe dos usuários, da população em geral, é que o serviço de táxi é bom”, observa.

Conforme Ramires, o sorteio envolve vagas antigas e novas. “Tem uma mistura, são algumas vagas que são remanescentes, são pessoas que deixaram o ponto, que se descredenciaram do ponto ou eventualmente entregaram aqui o prefixo. E tem vagas que são novas, que a gente criou. Antes da gente fazer o sorteio a nossa equipe fez uma pesquisa de demanda”, ressalta. “Em cima dessa pesquisa de demanda tem muitos locais que a gente identifica que há necessidade de aumentar o número de táxis do que o originalmente previsto”, completa. 

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário