segunda-feira, 24 de outubro de 2022

Live de Bolsonaro com políticos e artistas termina após 22 horas

 Religiosos e empresários também participaram da transmissão em apoio à campanha da reeleição do presidente neste fim de semana



A live promovida pelo presidente Jair Bolsonaro com políticos, artistas, religiosos, empresários e demais personalidades terminou neste domingo (23) após 22 horas e 32 minutos. A transmissão, que contou com mais de 15 milhões de visualizações, foi encerrada às 15h40.

Na ocasião, o presidente falou sobre o sigilo de 100 anos sobre informações pessoais e que manteria a restrição à lista de pessoas com quem se encontrou no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro também afirmou que pretende viabilizar a exploração de fertilizantes na área da Foz do Rio Madeira. "Temos alguns entraves ambientais e perto de reservas indígenas. Com o novo parlamento, de centro-direita, do livre-mercado, família, vamos liberar esses projetos e explorar fertilizantes nessa área", assegurou.

O cantor Gusttavo Lima, que participou da live, reiterou apoio a Bolsonaro e disse que o agronegócio é importante para a economia do país. "Essas tradições interioranas da minha infância são inegociáveis". O artista se disse favorável à conduta do presidente durante a pandemia. "Uma hora ou outra a conta ia chegar".

Também participaram da live integrantes do governo como o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e aliados, dentre eles, o ex-ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes (PL-SP), eleito senador, e o ex-secretário nacional da Aquicultura e Pesca, Jorge Seif (PL-SC).

Eles pediram votos ao presidente e também a aliados que disputam governos estaduais no segundo turno, reforçam argumentos da campanha do presidente e criticaram o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O empresário Luciano Hang, as deputadas federais Bia Kicis (PL) e Carla Zambelli (PL) e o pastor Silas Malafaia também integraram a transmissão, assim como o cantor Gusttavo Lima.

R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário