segunda-feira, 24 de outubro de 2022

Inter busca empate com Coritiba e mantém sequência invicta no Brasileirão

 Colorado, que não perde há doze jogos, segue na vice-liderança e próximo da classificação matemática para a Libertadores



Depois de sair atrás no placar, o Inter buscou o empate em 1 a 1 com o Coritiba na noite deste domingo, no Couto Pereira, pela 32ª rodada do Brasileirão. O resultado mantém a sequência invicta no Campeonato Brasileiro: são doze jogos sem perder. Além disso, o Colorado é vice-líder, com 61 pontos, dez a mais que o Athletico-PR, sexto colocado, primeiro fora da zona de Libertadores.

Com o técnico Mano Menezes suspenso e sob o comando de Sidnei Lobo, a equipe fez uma primeira etapa ruim e foi para o vestiário em desvantagem. O zagueiro Luciano Castán marcou de cabeça o gol dos donos da casa, que lutam contra o rebaixamento. Na volta do intervalo, o time melhorou e igualou o placar com o zagueiro Vitão de cabeça. Antes, o atacante Alemão havia ido às redes, entretanto, o lance foi anulado pelo VAR. 

Pensando na disputa do título, o Inter viu a distância para o Palmeiras aumentar para dez pontos com cinco jogos faltando. Matematicamente, o Verdão pode ser campeão na próxima rodada. Na quarta-feira, a equipe de Mano Menezes enfrenta o Ceará, no Beira-Rio, às 21h45min. Os paulistas enfrentam o Athletico-PR, na Arena da Baixada.

Atuação instável 

Defendendo a invencibilidade de onze jogos, o Inter entrou em marcha lenta no gramado do Couto Pereira. Animado pela torcida, os donos da casa tiveram maior ímpeto ofensivo desde o primeiro minuto. No entanto, a primeira chegada efetiva aconteceu somente aos 16 minutos. O atacante Alef Manga recebeu nas costas da zaga, dentro da área, e bateu de esquerda na rede pelo lado de fora. 

A resposta colorada veio rapidamente na melhor chance do primeiro tempo. O volante Johnny driblou no campo de defesa e encontrou lindo passe para Alan Patrick, nas costas da defesa. O meia bateu da entrada da área e obrigou o goleiro Gabriel a fazer importante intervenção. 

Depois do susto, o alívio para o Coritiba. Pelo alto, o Coxa abriu o placar. O volante Jesus Trindade cruzou e o zagueiro Luciano Castán levou a melhor e de cabeça abriu o placar. Mesmo em vantagem, a equipe de Guto Ferreira insistia ofensivamente. Aos 30, foi a vez do ex-Inter, Boschilia, promover perigo. Ele driblou na direita da área e cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para empurrar para as redes. 

Antes do final do primeiro tempo, o meia Pedro Henrique conseguiu arrancar um "Uh" dos colorados. Ele aproveitou erro defensivo e controlou a bola na entrada da área. Após dois dribles bonitos, o ponta acabou finalizando torto e por cima. 

VAR e empate

O Inter voltou sem mudanças nas peças, mas em outro ritmo dentro de campo. Aos 7 minutos, depois de escanteio de Alan Patrick, Alemão empatou o jogo. Ele tocou de tornozelo na trave e no rebote conseguiu colocar no fundo das redes. O árbitro de campo deu o gol. Porém foi chamado ao VAR e voltou atrás. Em sua interpretação, o meia Pedro Henrique, impedido, interferiu na ação do goleiro Gabriel no lance. 

Apesar da anulação, a postura era diferente e rendeu frutos. Aos 14 minutos, o zagueiro Vitão empatou de cabeça depois de cruzamento de Alan Patrick. O recomeço ruim fez os donos da casa sentirem os golpes. O Colorado passou a trocar passes com maior naturalidade e jogar no ataque. Os contra-ataques eram do Coxa. Aos 20, o goleiro Keiller apareceu bem. Alef Manga dominou nas costas da defesa e em liberdade parou no abafa do arqueiro. 

As primeiras alterações de Sidnei Lobo aconteceram aos 26 minutos. Alemão e Pedro Henrique deixaram o campo para as entradas de Wanderson e Braian Romero. O Coritiba quase retomou a liderança no placar aos 31 minutos. O lateral Renê vacilou e foi desarmado na esquerda da área. Régis ficou com a bola, cruzou rasteiro e Juan Diaz chegou isolando a bola.

O avançar do relógio deixou o jogo enroscado. Lucas Ramos e Estevão foram outras alterações do Inter, que sentiu que poderia vencer o jogo fora de casa. As mudanças não impactaram no jogo e o empate seguiu no placar. A derrota foi evitada pelo lateral Bustos. Em contragolpe, aos 49, o argentino antecipou Alef Manga dentro da área e evitou o gol. 

Brasileirão Série A - 33ª rodada

Coritiba 1 

Gabriel Vasconcelos; Nathan Mendes, Chancellor, Luciano Castán e Rafael Santos; Bernardo (Regis), Jesús Trindade, Boschilia (Juan Diaz) e Galarza (Warley); Leo Gamalho e Alef Manga. Técnico: Guto Ferreira.

Inter 1 

Keiller; Fabricio Bustos, Rodrigo Moledo, Vitão e Renê; Johnny (Lucas Ramos) e De Pena; Edenilson, Alan Patrick e Pedro Henrique (Wanderson); Alemão (Romero). Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar).

Gols: Luciano Castán (23min/1°T) Vitão (14min/2°T)
Cartões amarelos: Jesus Trindade e Galarza (Coritiba) Johnny (Inter)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (Fifa-RJ)
Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ). 
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Fifa-SP).
Local: Couto Pereira, Curitiba (PR). 
Data: Domingo, 23 de outubro, às 18h.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário