terça-feira, 25 de outubro de 2022

Idoso é preso por estuprar menina que levava e trazia da escola em Canoas (RS)

 Investigação está com a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas



Um idoso foi preso pela Polícia Civil na manhã desta segunda-feira pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas, sob comando do delegado Pablo Rocha, sob acusação de crime de estupro de vulnerável contra uma criança de sete anos de idade. O suspeito, de 66 anos, era próximo dos familiares da vítima.

Conforme a investigação, o idoso passou a levar a menina à escola e vinha abusando sexualmente dela no retorno para casa. As desconfianças iniciaram quando a vítima começou a não querer mais frequentar o colégio, chorando muito e dizendo que não gostava mais das aulas.

A vítima confidenciou os abusos a uma pessoa de confiança, que registrou a ocorrência policial. A menina contou com detalhes os abusos sexuais a que vinha sendo submetida, inclusive que o homem a mandava tirar fotos e gravar vídeos mostrando suas partes íntimas.

Existem ainda áudios da vítima chorando e pedindo que a busquem onde reside, pois o investigado não a deixava em paz. A menina chegou a dizer que colocaria suas roupas na mochila para ir embora de casa, pois o suspeito estaria indo atrás dela para saber o motivo de não levá-la mais à escola, tendo em vista que os familiares não permitiram mais o contato entre eles.

O indivíduo teve então a prisão preventiva decretada pela Justiça, a pedido da DPCA, visando “garantir a ordem pública e a instrução criminal, pois, estando em liberdade, havia o perigo de fazer novas vítimas e, ainda, por estar próximo aos familiares, tinha conhecimento dos horários e trajetos da menina”.

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM), delegado Mário Souza, assegurou que “a proteção às crianças é prioridade" e que "mais operações policiais serão realizadas”.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário