terça-feira, 25 de outubro de 2022

Bolsonaro cumpre agenda na Bahia; Lula faz live com aliados em SP

 Atual chefe do Executivo participou de encontro com lideranças e fez comícios no Estado; petista descartou candidatura em 2026 e prometeu ser um presidente ‘de um mandato só’



Na última semana de campanha das eleições de 2022, os dois candidatos que disputam a Presidência da República intensificaram agendas eleitorais, com programações em mais de um Estado do país. O presidente Jair Bolsonaro (PL), por exemplo, participa de compromissos nesta terça-feira, 25, na Bahia – Estado de tradicional reduto petista. O primeiro evento foi um comício ao lado de aliados e apoiadores na Praça Cajaíba em Guanambi, na região sudoeste da Bahia, sendo a primeira visita do mandatário ao município. Durante entrevista, o presidente afirmou que tem pedido a seus eleitores que votem em ACM Neto (União Brasil) na disputa ao governo no Estado. Embora o ex-prefeito de Salvador não tenha declarado apoio mútuo ao mandatário, Bolsonaro defende sua candidatura por ser contra Jerônimo Rodrigues, do Partido dos Trabalhadores. “Olha, o adversário do Brasil todo é o PT. E, assim sendo, eu tenho falado para o pessoal aqui mais chegado a mim que vote no ACM Neto. É o nosso posicionamento”, afirmou. Ainda nesta terça, Bolsonaro também se reuniu com lideranças políticas e empresariais de Barreiras e realiza um comício na cidade.

Por sua vez, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) iniciou sua agenda na manhã desta terça com entrevista a uma rádio. Durante conversa de quase uma hora, o petista afirmou que a educação será prioridade do seu governo, se eleito do próximo domingo, 30. Relembrando seu primeiro mandato à frente da Presidência, Lula disse que, em 2003, também diziam que não havia dinheiro para educação, mas seu governo fez “esforço muito grande para não deixar de fora. “É a única coisa que pode garantir que seremos um país competitivo”, defendeu o ex-presidente. Ele também reforçou vai voltar a governar o Brasil para “fazer o país andar”, prometendo não perder tempo com “coisas menores”. “Nós precisamos levar em conta os interesses do Brasil enquanto um estado soberano. Nós temos que negociar com as pessoas, de Estado para Estado. Eu tenho que cuidar do meu país que será democrático”, afirmou, reforçando que, se eleito, será um presidente “de um mandato só”, negando possibilidade de candidatura à reeleição. Ainda nesta terça-feira, Lula participa da Live Brasil do Futuro, em São Paulo, ao lado de aliados como a deputada federal Marina Silva, a senadora Simone Tebet e Fernando Haddad (PT), que disputa o governo de São Paulo.

Jovem Pan

Nenhum comentário:

Postar um comentário