sábado, 13 de agosto de 2022

Avançar na Segurança II é lançado com investimento de R$ 156,3 milhões no RS

 Cerimônia ocorreu com a entrega de 54 novas viaturas para a Brigada Militar e a Polícia Civil



Com investimento de R$ 156,3 milhões, o programa Avançar na Segurança II foi lançado na manhã desta sexta-feira no Palácio Piratini, em Porto Alegre, durante a entrega de 54 novas viaturas para a Brigada Militar e a Polícia Civil. Para a Brigada Militar foram destinados R$ 94,1 milhões, que estão sendo empregados na compra de câmeras corporais, 13 mil pistolas calibre nove milímetros, 1 mil kits spark, 186 viaturas tipo SUV, 242 motocicletas cross trail, 1.750 capacetes balísticos e 1 mil escudos balísticos.

Já a Polícia Civil recebeu R$ 48,7 milhões destinados à implantação de câmeras corporais, 3.022 pistolas, 156 fuzis, 120 kits de pistola de choque elétrico, 100 viaturas tipo SUV e 52 viaturas discretas modelo sedan. Por sua vez, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul ficou com R$ 13,5 milhões para a aquisição de 2.400 balaclava anti-chama, 120 desencarceradores, 88 conjuntos de proteção contra incêndio e 1.200 capacetes de combate a incêndio.

Os recursos também serão empregados na compra de um caminhão-tanque para o abastecimento do futuro helicóptero da corporação, além de cinco caminhões de combate a incêndio e de cinco ambulâncias de resgate, bem como obra de canil. A cerimônia contou com as presenças do governador Ranolfo Vieira Júnior, do secretário estadual da Segurança Pública, Vanius Cesar Santarosa, do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Claudio dos Santos Feoli, e do chefe de Polícia-Civil, delegado Fábio Lopes.

Lembrando que o Avançar na Segurança I teve investimento de R$ 280,3 milhões, o governador Ranolfo Vieira Júnior disse que o total de recursos chega a R$ 436,6 milhões com a segunda fase do programa voltado à segurança pública. “O grande anúncio foi de que nós não teremos nenhum município que não tenha recebido uma viatura zero quilômetro”, frisou, acrescentando que 186 cidades serão contempladas pela primeira vez com os novos veículos semi blindados para a Brigada Militar até o final deste ano. “A qualificação da segurança pública chega aos pequenos municípios”, enfatizou.

Ele destacou igualmente o investimento em novos equipamentos para as instituições policiais, citando a mudança inédita das pistolas para o calibre nove milímetros e a compra das pistolas de choque elétrico, arma menos letal para que “seja utilizada a força de maneira progressiva”. O governador ressaltou também a adoção das câmeras corporais, “uma ferramenta importante para a proteção dos nossos policiais e da sociedade como um todo”. De acordo com ele, a tecnologia é uma tendência mundial e está sendo adotada no país.

“Nenhum município do Rio Grande do Sul vai ficar sem uma viatura zero quilômetro”, enfatizou o secretário estadual da Segurança Pública, Vanius Cesar Santarosa. “Fizemos um levantamento dos municípios que possuíam as viaturas mais antigas porque a capilaridade da BM atinge a todos 497 municípios”, acrescentou. Ele previu que os novos equipamentos “vão melhorar ainda mais o atendimento para o cidadão gaúcho”.

Vanius Cesar Santarosa explicou que a opção pelas pistolas calibre nove milímetros decorre delas terem “um poder de fogo maior”, com quase 20 cartuchos na arma. Ele recordou também que algumas pistolas usadas pela corporação já têm cerca de duas décadas de uso.

Todas as 54 novas viaturas entregues nesta sexta-feira são semi blindadas e fazem parte em sua maioria ainda do lote do Avançar na Segurança I. A Polícia Civil ganhou 14 delas, todas Toyota Hilux. Já a Brigada Militar recebeu 40 veículos, sendo 26 Toyota Corolla para a BM e 14 Toyota Hilux para o Comando Rodoviário da BM, que pela primeira vez terá semi blindagem em sua frota. O governador Ranolfo Vieira Júnior destacou que as novas viaturas vão “dar mais segurança aos nossos policiais”.

Conforme o comandante-geral da BM, “essas viaturas vem equipar sobretudo os efetivos da Região Metropolitana e já vem com a semi blindagem, que é extremamente importante para o policial”. Para o coronel Claudio dos Santos Feoli, “quem se sente seguro presta uma melhor segurança”. Ele salientou ainda o fato do Comando Rodoviário da BM receber viaturas com essa proteção pela primeira vez.

O Chefe de Polícia Civil apontou a importância de veículos semi blindados para os agentes, sendo pensada “a segurança do policial quando atende uma ocorrência ou cumprir uma operação”. Ele avaliou ainda que a compra de novas viaturas acaba gerando uma “melhora na qualidade do atendimento para a população” e reduz ainda os custos de manutenção da frota. “Carro zero quilômetro não dá manutenção”, observou.

Correio do Povo


Bia Haddad busca virada contra Bencic e vai à semifinal no WTA de Toronto


Canoas presta atendimento infantil em quatro unidades de saúde neste sábado


Conmebol define datas dos duelos entre São Paulo e Atlético-GO na Sul-Americana

Nenhum comentário:

Postar um comentário