segunda-feira, 4 de julho de 2022

Presidência da República se solidariza com governador de Goiás após morte de filho

 Em nota, governo afirmou que Bolsonaro "roga a Deus que receba Caiado Filho em seus braços e console o governador"


O governo federal manifestou solidariedade ao governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), após a morte de seu filho, Ronaldo Ramos Caiado Filho, neste domingo (3). Caiado Filho tinha 40 anos, e a morte foi confirmada pela manhã. O velório será realizado a partir das 16 horas deste domingo, no Cemitério Vale do Cerrado, em Goiânia.

"O governo federal, por meio da Presidência da República, presta suas condolências ao Governador de Goiás e a toda a sua família pelo falecimento de seu ente querido, Ronaldo Caiado Filho. O Presidente da República roga a Deus que receba Caiado Filho em Seus braços e console o Governador e toda a sua família, dando-lhes força e fé para superar esse difícil momento de suas vidas", informou em nota a Secretaria de Comunicação.

Bolsonaro e Caiado eram grandes aliados. No início de 2020, com o avanço da pandemia da Covid-19, o governador chegou a romper com o presidente, mas, mais tarde, retomaram a relação. Agora, no entanto, se distanciam diante do cenário eleitoral: o deputado federal Vitor Hugo (PL), aliado de Bolsonaro e que já foi líder do governo na Câmara, está na disputa como pré-candidato ao governo de Goiás, em oposição a Caiado, que tenta a reeleição.

O presidente da República esteve na Bahia no último sábado (2), participando de celebrações da Independência do Brasil. Neste domingo, Bolsonaro está em Brasília, mas sem agenda. Mais cedo, por volta das 13 horas, um dos seus filhos, Jair Renan, publicou uma foto nas redes sociais almoçando ao lado do pai.


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário