sábado, 16 de julho de 2022

Pela primeira vez, eleitorado feminino supera a marca de 80 milhões

 Público feminino apto a votar neste ano será o maior da história desde 2018, país ganhou mais de 5 milhões de eleitoras



O Brasil terá neste ano o maior número de mulheres em condições de participar das eleições, de acordo com um balanço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Pela primeira vez na história, o eleitorado feminino do país superou a marca de 80 milhões de pessoas. Segundo a Corte, 82.373.164 mulheres estão aptas a comparecer às urnas. 

A evolução do público feminino em relação às últimas eleições gerais, em 2018, foi de 6,5%. Naquele ano, 77.339.897 mulheres puderam votar. Nesse intervalo, o Brasil ganhou 5.033.267 eleitoras, um dos maiores crescimentos já registrados pelo TSE.

Assim como o eleitorado feminino, o público masculino apresentou um importante progresso na comparação com quatro anos atrás. O total de homens aptos a votar passou de 69.902.977 para 74.044.065, uma alta de 5,9%.

Com esses números o país terá uma quantidade recorde de eleitores no pleito de outubro: 156.454.011. Segundo o TSE, a adesão de adolescentes de 16 e 17 anos e de idosos com mais de 70 anos ao processo eleitoral foi fundamental, apesar de o voto ser facultativo para essas faixas etárias.

Perfil do eleitorado

O TSE ainda constatou que a maior parte dos eleitores aptos a participar do pleito deste ano têm entre 35 e 39 anos de idade: 16.142.478. Dentro dessa faixa etária, as mulheres são maioria: 8.388.508.

Segundo o Tribunal, a maior parte das pessoas que poderão votar neste ano completaram o ensino médio: 41.161.552. Esse perfil mudou em relação aos pleitos de 2018 e 2014, quando o TSE contabilizou mais eleitores com o ensino fundamental incompleto.

O estado com o maior número de eleitores é São Paulo, que conta com 22,16% do eleitorado de todo o país. Na sequência, aparecem os estados de Minas Gerais, com 10,41% do total de eleitores, e do Rio de Janeiro, com 8,2%. 

R7  e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário