sexta-feira, 15 de julho de 2022

Na Região Noroeste do Estado, golpistas se passam por promotores de Justiça para obter dinheiro

 


O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS) alerta os habitantes de Cruz Alta e outros municípios da Região Noroeste do Estado para a prática de uma nova modalidade de golpe. Conforme relatos que chegaram à imprensa e autoridades locais, estelionatários se passam por promotores de Justiça em aplicativos de mensagens, a fim de obter dinheiro de forma ilícita.

A diretora das Promotorias de Justiça de Cruz Alta, Vanessa Casarin Schütz, reitera: o MP-RS não pede pagamento de valores para a realização de audiências, ajuizamento de ações ou quaisquer outras atividades.

Embora o Ministério Público encaminhe notificações por meio de aplicativos como o WhatsApp (procedimento autorizado pelo artigo nº 193 do Código de Processo Civil e por normativa da Procuradoria-Geral de Justiça), jamais é solicitado dinheiro a promotores e nem a qualquer outro servidor da instituição, que é pública.

Como proceder

Em caso de dúvida ou mesmo suspeita relativa à veracidade de determinada notificação, moradores de cidades da Região Noroeste podem obter esclarecimentos por meio do telefone (55) 3322-7037.

Também é disponibilizada consulta na internet (mprs.mp.br) sobre a tramitação de procedimento investigatório, bastando para isso informar o número do procedimento, presente no cabeçalho do documento enviado. Outra  opção é comparecer pessoalmente à sede da instituição no respectivo município.

O Sul

Nenhum comentário:

Postar um comentário