domingo, 17 de julho de 2022

Ivana Trump, primeira esposa de Donald Trump, morreu de ferimentos acidentais

 Comunicado forense disse que a morte foi acidental


Ivana Trump, a primeira esposa do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, morreu na quinta-feira de "ferimentos por impacto no torso", disseram autoridades forenses de Nova York nesta sexta-feira (15). De acordo com um comunicado forense, a morte foi acidental, embora as circunstâncias não tenham sido especificadas.

Donald Trump anunciou na quinta-feira que Ivana, de 73 anos, havia morrido "em sua residência em Nova York". O ex-inquilino da Casa Branca relembrou a vida "formidável" dessa ex-modelo e esquiadora de ascendência tcheca, que foi sua esposa de 1977 a 1992. O casal teve três filhos: Donald Jr, Ivanka e Eric.

Em um comunicado transmitido à AFP, a polícia de Nova York disse que foi ao apartamento de Ivana Trump depois de receber uma ligação para o número de emergência 911 e descobrir a mulher "inconsciente e sem reação". Sua morte não parece ser de "origem criminosa", disseram os agentes.

Segundo o The New York Times, a polícia verificava se Ivana Trump havia caído da escada de sua casa, localizada em um bairro luxuoso de Manhattan. Em outubro de 2017, meses depois de Trump chegar à Casa Branca, Ivana Trump publicou "Raising Trump", livro em que relata ter ensinado aos filhos "o valor do dinheiro, a não mentir, nem enganar, nem roubar, e a respeitar os demais".

Depois de Ivana, Donald Trump casou-se com a atriz Marla Maples, com quem teve uma filha, Tiffany. E em 2005, casou-se com Melania Trump, mãe de Barron, de 16 anos.


AFP e Correio do Povo


'Pare de se comparar com outras pessoas', diz Simaria após parar de seguir Simone

Nenhum comentário:

Postar um comentário