terça-feira, 21 de junho de 2022

Transporte Público de Porto Alegre terá R$ 100 milhões de subsídio do governo municipal

 Segundo o prefeito Sebastião Melo, serão R$ 60 milhões para o sistema privado e R$ 42 milhões para a Carris



Um dos grandes desafios da gestão do prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, o transporte público, receberá ao longo de 2022, cerca de R$ 100 milhões de subsídio do poder público municipal. A informação foi dada pelo próprio prefeito durante assinatura protocolo de intenções de incentivo à qualificação dos profissionais do transporte coletivo, que ocorreu nesta segunda-feira, na sede do Sest/Senat (Serviço Social do Transporte/ Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte). “No privado, em torno de R$ 60 milhões e na Carris em torno de R$ 42 milhões.”

Para Melo, o maior desafio agora está em torno de uma repactuação dos atuais contratos de concessão do transporte público. “O desafio é encontrar uma governança que de conta de um acerto maior nesses 15 anos que tem pela frente, porque são 20 anos de contrato, se cumpriu 5 anos e todos esses acordos tem que ser feitos dentro desse contrato. Então pra você fazer um sistema com ônibus elétrico, passar pelos Brts, tudo isso envolve investimento e o sistema no momento, da maneira que os contratos foram concebidos não permite isso. O desafio está posto”.

Melo ainda lembrou o pacote de projetos que o governo enviou ao legislativo e que essas ações impediram o aumento da passagem. “Pra baratear a passagem tivemos que colocar 7 isenções e a questão dos cobradores. Nós temos que ter respeito e admiração aos cobradores mas o mundo mudou. Não tem porque ter cobrador hoje em dia.”

Qualificação

Aprovado em setembro, o projeto extingue os cobradores dos ônibus de Porto Alegre prevê a retirada completa da categoria até 2026. O convênio assinado tem a intenção de oportunizar principalmente a esses cobradores especialização em outras áreas. “O governo quer dar oportunidade de qualificação pra esse cidadão que deixa de ser cobrador não vire mais um desempregado na cidade”, completou Melo.

O Sest Senat tem mais de 250 cursos de Educação à Distância e mais de 500 presenciais em toda a área do transporte e mobilidade logística. Entre as atividades oferecidas estão: curso para preparar motoristas para movimentação operacional de produtos perigosos (MOPP), Curso de Carga Indivisível, qualificação de motoristas e qualificação profissional para cobrador. Este último tem como objetivo qualificar, gratuitamente, cobradores de ônibus que desejam trabalhar como motoristas profissionais.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário