quarta-feira, 15 de junho de 2022

Juventude sai na frente, mas tem jogador expulso e leva virada do Santos

 Clube da Serra segue muito ameaçado do rebaixamento após 2 a 1 no Jaconi



O Juventude foi para cima, conseguiu largar na frente, mas viu uma expulsão derrubar o desempenho do time. Resultado, levou a virada do Santos nesta terça-feira no Jaconi e segue muito ameaçado pelo rebaixamento. Com a derrota por 2 a 1, o Verdão da Serra é 19º com dez pontos, enquanto o Santos sobe para o G6, com 17 pontos.

A primeira etapa foi de muita marcação em ambos os lados. A eficiência do Juventude, contudo, gerou o gol aos 25 minutos. Ricardo Bueno antecipou a zaga e mandou de cabeça para o fundo das redes. Quando o jogo se aproximava do intervalo, contudo, Yuri Lima deu um carrinho violento em Jhojan Julio, o árbitro foi avisado pelo VAR e a jogada gerou cartão vermelho.

Com todo o segundo tempo pela frente e um a menos em campo, o Verdão se recolheu à defesa. A tentativa do Juventude, entretanto, foi por água abaixo aos 11 minutos. Com praticamente o time todo no campo de ataque, os paulistas chegaram ao empate. Em cobrança de falta de Jhojan Julio, o zagueiro Eduardo Bauermann desviou para deixar o placar igual.

Depois do gol de empate, o Santos passou a abusar dos cruzamentos para a área. Com um jogador a mais, contra a pior defesa do Brasileirão, o time não conseguia trocar passes, o que parecia irritar o técnico Fabián Bustos, que antes dos 30 minutos já havia feito as cinco alterações a que tinha direito - além de Velasquez no primeiro tempo, o técnico argentino mandou a campo Bruno Oliveira, Marcos Leonardo, Bryan Angulo e Ângelo na segunda etapa.

E foi em uma transição rápida, com a bola por dentro da defesa, com troca de passes em velocidade, que o Santos chegou ao gol da virada. Aos 31, Marcos Leonardo recebeu no meio e acionou Ângelo na frente. O garoto devolveu para o atacante que entrou pela direita da área e chutou forte, no canto esquerdo de César - 2 a 1 para o Santos.

O gol da virada fez o Santos tocar a bola, apenas esperando o tempo passar. O Juventude até tentou chegar mais ao ataque, mas depois de passar quase 45 minutos apenas se defendendo, o time gaúcho não levou perigo ao gol santista.

Agência Estado e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário