segunda-feira, 20 de junho de 2022

Com um a mais, Inter abre 2 a 0, mas cede virada ao Botafogo e volta a perder no Brasileirão

 Colorado jogou em vantagem numérica desde os 2 minutos do primeiro tempo e viu os cariocas buscarem o triunfo no último lance da partida



O Inter transformou uma partida tranquila em um frustrante placar para os mais de 26 mil torcedores presentes no estádio Beira-Rio. Com um a mais desde os 2 minutos do primeiro tempo, o Colorado abriu 2 a 0, mas cedeu a virada e perdeu por 3 a 2 diante do Botafogo na noite deste domingo, pela 13ª rodada do Brasileirão. Assim, a invencibilidade do técnico Mano Menezes se encerrou na casamata colorada. 

Logo no começo, o árbitro Savio Pereira Sampaio assinalou pênalti para o Inter e expulsou o zagueiro Phillipe Sampaio aos 2 minutos. Na cobrança, Edenilson marcou com categoria. Na sequência, o lateral Bustos ampliou o marcador antes dos 15 minutos. Os cariocas descontaram ainda no primeiro tempo com o meia Vinicius Lopes, aos 18. Na volta do intervalo, a igualdade chegou aos 13 com o atacante Erison. O Inter pressionou, martelou, e parou nas boas defesas do goleiro Gatito Fernández. 

Aos 48 minutos, ainda deu tempo do zagueiro Gabriel Mercado marcar o gol e o estádio explodir em vibração. Porém, o VAR apontou impedimento do defensor colorado. No último minuto, em rápido contragolpe, o Botafogo conseguiu o gol da vitória com o lateral Hugo e consolidou a enorme frustração. Os jogadores protagonizaram cenas lamentáveis com trocas de socos e pontapés no apito final. 

O resultado deixa o time gaúcho na quinta colocação, com 21 pontos. Na próxima rodada, o adversário será o Coritiba, também no estádio Beira-Rio, na sexta-feira, às 21h30min. Já o Botafogo encara o Fluminense, no domingo, no Nilton Santos, às 16h. Os meias Wanderson e Alan Patrick deixaram o campo com problemas musculares e serão reavaliados. 

VAR atuante e jogo movimentado

Cheio de acontecimentos e para bom público, o primeiro tempo durou 55 minutos no Beira-Rio, de tantas intervenções da confusa arbitragem de Savio Pereira Sampaio. A primeira delas foi logo aos dois minutos. Após troca de passes, o meia Alan Patrick finalizou cruzado de dentro da área em cima do zagueiro Phillipe Sampaio, do Botafogo. O árbitro não marcou a penalidade no campo, mas confirmou o pênalti controverso depois de longa consulta no VAR. Em sua interpretação, o defensor carioca impediu o gol. Assim, além da infração, ele optou por expulsar Phillipe Sampaio. 

O Inter, que não tem nada a ver com isso, foi lá e inaugurou o marcador na habitual categoria de Edenilson nos tiros da marca fatal. A vantagem numérica no placar e em jogadores no campo só deixou mais clara a maior qualidade colorada com a bola nos pés. Com a posse de bola, os primeiros minutos de jogo se transformaram em um treinamento de luxo. Sempre que se organizava, chegava com perigo. Desta maneira, o Inter não levou muito tempo para ampliar o marcador. Em uma linda jogada, Alan Patrick encontrou o lateral Bustos nas costas da defesa e ele soltou a bomba sem chances para o goleiro Gatito. 

O 2 a 0 e a maneira como o duelo se apresentou acabaram relaxando o time de Mano. O Botafogo, que teve seu treinador Luís Castro também expulso por reclamações com o árbitro, descontou aos 18 minutos. Depois de falta cobrada, o ala Vinicius Lopes infiltrou livre e deslocou o goleiro Daniel. O Colorado permaneceu "senhor das ações" no confronto. Aos 35 minutos, o árbitro novamente foi protagonista. O lateral Saravia derrubou Wanderson dentro da área. Savio foi ao VAR e confirmou a penalidade. No entanto, um impedimento precedeu a origem do lance e por isso tudo foi anulado. 

Nos minutos finais, o Inter se organizou no ataque e assustou o goleiro Gatito. Aos 42, o atacante David subiu livre na área e testou por cima da meta. Na sequência, foi a vez do goleiro botafoguense evitar o gol. Wanderson cruzou da esquerda, Edenilson soltou a bomba e o arqueiro defendeu bem. Na sobra, David mandou para fora. Wanderson sentiu desconforto muscular e precisou deixar o campo para a entrada do atacante Alemão. Ainda deu tempo do Botafogo perder uma chance, aos 47 minutos. Depois de falta cobrada, Carli desviou e o livre Vinicius Lopes finalizou para fora todo torto. 

Botafogo marca no fim

Para o segundo tempo, Mano foi obrigado novamente a mudar seu time por problemas musculares em seus jogadores. Alan Patrick deixou o campo para a entrada de Taison. O Colorado ampliou aos 10 minutos. No entanto, o lance foi irregular. Na sequência, o Botafogo chegou ao empate diante de um Inter desatento. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Joel Carli desviou e o atacante Erison apareceu livre para desviar para o fundo das redes. Com o ritmo menor, Mano promoveu mudanças. Moisés e David deixaram o campo para as entradas de Mauricio e Pedro Henrique. O goleiro Daniel foi protagonista e evitou a virada aos 19 minutos. Erison finalizou na cara do arqueiro que "cresceu" para cima dele e salvou. 

As alterações deram maior ímpeto ofensivo ao Inter, que passou a ocupar ainda mais o campo de ataque. Em lance na área, Alemão ficou pedindo penalidade. Ele teria sido atingido no rosto pelo zagueiro Klaus. A partir dos 29 minutos, o jogo se transformou no ataque colorado em cima da defesa do Botafogo. A postura fazia o time colorado rondar, trocar passes, mas faltava o último passe para a infiltração acontecer. Os adversários esperavam a chance para contragolpear. Erison fez outro gol de cabeça. Entretanto, sua posição era irregular. 

O goleiro Gatito apareceu duas vezes para fazer lindas defesas. Aos 35, cara a cara com Pedro Henrique ele evitou o gol com sua perna direita. Na sequência, espalmou desviou de Alemão, outra vez à queima-roupa. A reta final foi de pressão total do Inter, com o Botafogo se segurando como podia no campo defensivo. As emoções seguiram até os minutos finais. Aos 48 minutos, o zagueiro Gabriel Mercado marcou de cabeça e fez o Beira-Rio vibrar intensamente. Porém, o VAR assinalou impedimento do defensor colorado.

No último lance, em contragolpe, o Botafogo marcou o gol da vitória com o lateral Hugo. Após o tento, jogadores de Inter e Botafogo realizaram uma confusão com troca de socos e pontapés e a partida ficou paralisada. O árbitro levou o duelo até os 61 minutos, quando enfim encerrou o jogo. Depois do apito final, os jogadores retomaram a confusão e as cenas lamentáveis. Futuras punições podem acontecer com a análise das imagens. 

Campeonato Brasileiro - 13ª rodada

Inter 2 

Daniel; Fabricio Bustos (Cadorini), Vitão, Mercado e Moisés; Gabriel, Edenilson, Carlos de Pena e Alan Patrick (Taison); Wanderson (Alemão) e David. Técnico: Mano Menezes.

Botafogo 3 

Gatito; Saravia (Jeffinho), Philipe Sampaio, Joel Carli e Hugo; Klaus, Kayque e Patrick de Paula; Vinícius Lopes (Daniel Borges), Lucas Piazon e Erison (Matheus Nascimento). Técnico: Luis Castro.

Gols: Edenilson (08min/1T°) Bustos (13min/1T°) Vinicius Lopes (18min/1°T) Erison (13min/2°T) Hugo (55min/2°T)
Cartões amarelos: Gatito, Carli, Hugo, Patrick de Paula, Piazon e Kayque (Botafogo) Kaique Rocha, Mauricio, Mercado e Moisés (Inter)
Cartões vermelhos: Phillipe Sampaio e Luís Castro (Botafogo) Mercado (Inter)
Arbitragem: Savio Pereira Sampaio (DF-FIFA)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Rafael Traci (SC)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 19/06, domingo, às 20h30min
Público total: 26.219 torcedores

Correio do Povo


Último dia de outono do ano será de sol e mínimas negativas no RS


Mano vê arbitragem confusa e admite derrota dura do Inter para o Botafogo

Barcellos questiona "linhas estranhas" do VAR em lances anulados para o Inter



Saúde anuncia nesta segunda-feira a 4ª dose contra Covid-19 para maiores de 40 anos


Gustavo Petro vence segundo turno e é eleito o novo presidente da Colômbia


Juventude perde para o Atlético-GO de virada e é o lanterna do Brasileirão


Emoção marca celebrações de 124 anos do Asilo Padre Cacique


Hernández reconhece derrota para Petro no segundo turno das presidenciais na Colômbia



Covid-19: país registra 10,6 mil casos e 55 mortes em 24 horas


Polícia Federal encontra barco em que viajavam Bruno Araújo e Dom Phillips


Azeite gaúcho conquista prêmio em Israel


CEEE restabelece energia na região carbonífera do Rio Grande do Sul



Aliança entre MDB e o PSD pode ser frustrada no Rio Grande do Sul


Vereador de Porto Alegre presta homenagem ao ex-governador Brizola



Dom e Bruno: funcionários anunciam greve e cobram troca no comando da Funai


Funcionários criam 1º sindicato em loja da Apple nos EUA


Corinthians controla Goiás, vence por 1 a 0 e iguala pontuação do líder Palmeiras


Lula admite pedido a FHC e Calheiros para soltar sequestradores de Abílio Diniz


Athletico-PR faz no fim após pênalti marcado pelo VAR e vence o Coritiba


Guerra na Ucrânia pode durar anos, diz chefe da Otan



Atlético-MG joga bem, bate Flamengo e diminui pressão sobre Antonio Mohamed










Nenhum comentário:

Postar um comentário