terça-feira, 21 de junho de 2022

Características da oposição abjeta ao governo Bolsonaro! - Plínio Pereira Carvalho

 Considero como oposição, não apenas os que se manifestam de forma sistemática contra toda e qualquer situação que envolva o presidente da República, mas também aqueles que de forma ardilosa e falsa tentam lhe atribuir responsabilidade pelas desgraças, tragédias ou desastres que ocorreram no país ou com os brasileiros em geral!

No rol desta oposição infame, liderada pelo STF inclui jornalistas, políticos, artistas e uma maioria de idiotas, porém todos dotados de uma rigidez mental que não se abre não apenas a novas ideias, mas acima de tudo a maneira de pensar, pois estão cheios estereótipos, preconceitos, crenças e ideologias ou convicções políticas ultrapassadas.
Assim sendo às vezes é preferível refutar noventa e nove verdades a aceitar uma só mentira exteriorizada por esta oposição desprezível, direcionada pelo ativismo ou pela militância ideológica, pois para crer é necessária, sobretudo, a compreensão raciocinada que se apóia em fatos verdadeiros e na lógica, que não deixa nenhuma obscuridade.
Referendando minha avaliação, a lista de injúrias ao Presidente é vasta, a começar pela maior delas, observamos que em nenhum outro país do mundo o presidente da República foi responsabilizado pelas mortes decorrentes da pandemia de Coronavírus, entretanto no Brasil, o jornalismo vil de oposição põe de forma absurda na conta de Bolsonaro os mais de 600 mil mortes.
Por outro lado, a mesma oposição (STF) acusa o Presidente de antidemocrático de ser contra a manutenção das Urnas Eletrônicas nas próximas eleições, que defendem de forma obstinada, porém condenadas pela quase totalidade dos países pela sua fragilidade e ampla possibilidade de fraude, nisto percebemos a escusa intenção fraudar e facilitar a eleição do ex-presidiário ilicitamente indultado por eles mesmos.
Finalmente para não me alongar mais, nesta lista interminável, verifico o mais recente absurdo da oposição culpou o chefe do Executivo pela morte do jornalista Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo Pereira, assassinados por praticantes da pesca ilegal numa reserva indígena da Amazônia.


Fonte: https://www.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid02HUzSLz2rA22P6HgVpLgq46F7qq2hgesWG79Uazyvf1eV7koinZaFgLLWXeJWFatYl&id=1677131654

Nenhum comentário:

Postar um comentário