sábado, 9 de outubro de 2021

Porto Alegre monitora suspeita de surto de Doença Diarreica Aguda em escola infantil

 Ocorrências de contaminação já foram registradas em pelo menos 25 cidades do RS



Um surto de Doença Diarreica Aguda (DDA) é monitorado pela Secretaria de Saúde de Porto Alegre (SMS) em uma escola de educação infantil. De acordo com a pasta, a ocorrência foi notificada nesta sexta-feira e envolve duas pessoas, sem a divulgação se são crianças ou funcionários. A suspeita é acompanhada pela Equipe de Vigilância Epidemiológica.

Este não é o primeiro caso recente de DDA no município. Durante o mês passado, a SMS identificou um surto deste tipo em um ambiente hospitalar, com três pessoas contaminadas. De acordo com a Secretaria, todos os diagnosticados já estão bem.

O Norovírus está possivelmente associado à ingestão de água, mas também pode ser transmitido por alimentos ou de pessoa para pessoa. A Prefeitura de Porto Alegre, no entanto, garante que água oferta à população é tratada, incluindo com uma etapa de desinfecção. Nesta etapa é realizada a aplicação de cloro, que promove a inativação de microrganismos que possam existir na água e que poderiam transmitir e provocar enfermidades. 

“Todos os dias, são realizadas quase 3 mil análises para certificar de que a água entregue aos cidadãos atende aos limites estabelecidos pelo Ministério da Saúde. A água do Dmae é segura e atende aos padrões de potabilidade”, assegura o diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae),  Alexandre Garcia.

RS tem ao menos 25 cidades em alerta

A presença da Doença Diarreica Aguda já deixa ao menos 25 municípios gaúchos em alerta. De acordo com boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), os casos começaram a ser reportados no final de agosto. Em nove dessas cidades foi identificado um vírus chamado Norovírus como a causa desses casos de doenças gastrointestinais. 

Nas demais cidades, os casos ainda encontram-se em investigação. Até o momento, houve mais de 2 mil notificações, sendo que alguns municípios informaram apenas que tiveram um ou mais surtos identificados, a se confirmar o número de pessoas. As medidas de investigação e controle estão sendo realizadas pelos respectivos municípios, Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) e Coordenadoria Estadual de Vigilância Sanitária (Cevs).

Cuidados 

A principal orientação da SES à população é o consumo de água somente de fontes seguras e tratadas, que tenham processo de desinfecção por cloro ou outra tecnologia. Também é importante realizar periodicamente a limpeza de caixas d’água.

Confira alguns itens elencados: 

• Higienizar as mãos de forma adequada e frequente, com água e sabão;

• Consumir água de fontes seguras (potável);

• Em situações de emergência (falta de acesso à água potável), recomenda-se ferver a água antes do consumo e antes do preparo de alimentos por no mínimo 5 minutos;

• Consumir gelo proveniente de água potável/fervida;

• Após o preparo de alimentos limpar com água e sabão as superfícies, equipamentos e utensílios utilizados, finalizando a limpeza com solução clorada diluída, sem enxágue;

• Realizar a limpeza da caixa d'água uma vez ao ano ou sempre que necessário.

Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário