quarta-feira, 13 de outubro de 2021

AS FARC E O FORO DE SÃO PAULO - Gilberto Simões Pires

 PRIMEIRO ENCONTRO

No último final de semana, a jornalista espanhola, Cristina Seguí, ganhou as manchetes ao dizer que "o narcotráfico” patrocinou os partidos políticos que integram a conhecida organização comunista -FORO DE SÃO PAULO-, criada em 1990 por Luiz Inácio Lula da Silva e Fidel Castro. Até aí Cristina Segui não disse algo novo, pois no PRIMEIRO ENCONTRO DO FSP, que ocorreu de 1º a 4 de julho de 1990, no extinto Hotel Danúbio, na cidade de São Paulo, lá se fizeram presentes, por convite de Lula e do PT, representantes de 48 partidos e organizações de 14 países latino-americanos e caribenhos. Todos, atendendo ao convite do PT - Partido dos Trabalhadores-.


MARULANDA E REYES

Pois, na Lista de Presença do encontro, que foi presidido por Lula, aparece os nomes dos já falecidos líderes das FARC, Manuel Marulanda Vélez (o “Tiro Fijo”) e Raul Reyes. O próprio Reyes, em entrevista que concedeu ao jornal Folha de São Paulo, em 24 de agosto de 2003, confessou que manteve contato estreito com Lula por vários anos através do Foro de São Paulo. Mais: quando Tiro Fijo e Raul Reyes morreram (em ações do governo colombiano contra as FARC), Lula e o PT enviaram condolências à organização comunista. Inclusive, no XIV Foro de São Paulo, ocorrido em 2004, Lula e diversas figuras petistas ovacionaram Daniel Ortega pelo discurso de lamentação pela morte de Manuel Marulanda Vélez.


EDITORIAIS E EXPOSIÇÕES DE OLAVO DE CARVALHO

Portanto, por tudo que é sabido, como revelam as Atas dos Encontros do FSP, é difícil admitir que só agora, outubro de 2021, este assunto ganhou as manchetes. Pelo visto, os inúmeros editoriais que escrevi sobre o Foro de São Paulo, muitos deles aproveitando as exaustivas exposições feitas pelo incansável filósofo Olavo de Carvalho, muita gente entendeu que estávamos exagerando e/ou forçando a barra.


DOAÇÃO DE U$ 5 MILHÕES

A propósito, segundo informa o blog de Roberto Barricelli, assessor de Imprensa do Instituto Liberal e Diretor de Comunicação do Instituto Pela Justiça, com a morte de Marulanda Vélez, quem assumiu a vaga foi o falso padre Oliverio Medina (codinome de Francisco Antonio Cadena Colazzos). E, em 2008, durante uma festa na chácara “Coração Vermelho”, próxima a Brasília/DF, Medina declarou ter intermediado DOAÇÃO DAS FARC à campanha presidencial de Lula em 2002. O valor da doação foi de US$5 milhões, como consta no relatório número 0097/3100 da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN). Mais: até hoje representantes das FARC participam ativamente do Foro de São Paulo, assim como o ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma.


PARTIDOS POLÍTICOS DO BRASIL QUE INTEGRAM O FSP

De novo: tudo que a jornalista espanhola disse é pra lá de conhecido. Só não vê quem não quer ou porque é adepto fiel do comunismo. Só falta os partidos políticos do nosso empobrecido Brasil, como PT, PDT, PCB, PCdoB, PPS dizerem que ignoram a existência do Foro de São Paulo e que jamais integraram a Organização Comunista.


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário