sexta-feira, 24 de setembro de 2021

OPEN BANKING: UM GRANDE DESCONHECIDO - Gilberto Simões Pires

 ESPORTE PREFERIDO

Segundo informam os PROCONS espalhados por todo o Brasil -ENERGIA, TELEFONIA E BANCOS- figuram como grandes campeões de reclamação dos clientes/consumidores neste longo período de pandemia. Mais: pelos motivos normalmente alegados nas mais diversas, constantes e ferozes reclamações arrisco a dizer que JOGAR PEDRAS NAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS já virou um dos esportes favoritos de imensa parcela da sociedade brasileira.


OPEN BANKING

Pois, pelo que revela a Banking Pesquisa feita pela Akamai Technologies, empresa especializada em soluções de cibersegurança e entrega de conteúdos, 64% dos entrevistados não têm a menor ideia do que significa o OPEN BANKING, embora a sua implementação já esteja em estado adiantado de desenvolvimento, com reais benefícios para os atuais e futuros BANCARIZADOS.


PESQUISA

Segundo revela o estudo, para os consumidores com idade entre 20 e 29 anos, o percentual sobe para 69%. Isto significa o quanto uma grande parte da população simplesmente não compreende esse conceito. Para Claudio Baumann, Diretor da Akamai para a América Latina, - os dados indicam uma boa oportunidade para que as instituições financeiras esclareçam e abordem os benefícios trazidos por essa inovação, principalmente entre os consumidores mais jovens-.


EM UM SÓ LUGAR

Com o Open Banking (ou sistema financeiro aberto), os clientes de serviços financeiros poderão permitir o COMPARTILHAMENTO de suas informações entre as várias instituições do setor. Isso também possibilita que o consumidor administre DIFERENTES CONTAS BANCÁRIAS EM UM SÓ LUGAR, deixando de depender do aplicativo ou site de cada banco. Hoje, as instituições não têm visibilidade sobre o relacionamento dos clientes com a concorrência, o que pode dificultar o oferecimento de taxas e serviços mais competitivos. Com o OPEN BANKING isso será possível para aqueles que permitirem o compartilhamento de seus dados. O Banco Central garante que todo o processo é feito em um ambiente seguro e a pessoa poderá revogar essa permissão quando quiser.


QUEDA DE SATISFAÇÃO

A pesquisa também mostra que o Net Promoter Score (NPS) dos bancos caiu, indicando uma queda de satisfação com os prestadores de serviços financeiros. Em comparação com o ano anterior, o NPS dos bancos tradicionais caiu de 23% para 20%. Já os bancos digitais, apesar de terem indicadores mais altos, também sofreram uma queda de 57% em 2020 para 44% em 2021. Esse é um indicador padrão que mede a propensão dos clientes em recomendar um produto ou serviço para outras pessoas. Quanto mais baixo, menor a propensão e menos satisfeitos estão os consumidores.


GESTÃO DE RISCOS

O OPEN BANKING, conclui Baumann, - pode ser uma boa oportunidade para as instituições conquistarem a preferência do consumidor ao oferecer serviços financeiros específicos, analisando a necessidade de cada um. Vale ressaltar que apesar das facilidades e performance disponibilizadas pelos recursos do OPEN BANKING aos usuários, ter uma aplicação segura, já que esta lida com o compartilhamento de dados, é fundamental para o sucesso das transações. Isso demanda uma gestão de risco contra ataques cibernéticos mais eficiente por parte das instituições-.


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário