quarta-feira, 22 de setembro de 2021

O LADO INVISÍVEL DA SAÚDE

 Campanha O Lado Invisível da Saúde, da AHMI, mobiliza recursos para reforma da unidade psiquiátrica do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas


 


A campanha O Lado Invisível da Saúde, promovida pela AHMI, está buscando recursos para fazer melhorias na Unidade de Internação Psiquiátrica Feminina do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV), em Porto Alegre. O objetivo da campanha é proporcionar melhores condições às pacientes internadas e também à equipe de atendimento, reformando os espaços e tornando o hospital um ambiente mais acolhedor e humanizado.


A unidade psiquiátrica do HMIPV atende mulheres e adolescentes com transtornos psiquiátricos e dependentes químicas, e é referência para gestantes usuárias de substâncias psicoativas. Normalmente, as internações duram uma média de 20 dias, mas alguns casos se prolongam por meses, como as gestantes usuárias de drogas. Nesses casos, as mães podem ficar internadas durante toda a gestação.


As pacientes vêm de uma realidade de extrema vulnerabilidade social. Segundo a Dra. Silvia Bassani Schuch Goi, médica psiquiatra do HMIPV, algumas pacientes chegam ao hospital sem moradia, sem roupas para vestir e sem apoio familiar. “O atendimento vai muito além de receitar remédios e pedir exames. É um cenário de reintegração de uma pessoa”.


O estigma que a saúde mental carrega na sociedade e a negligência nos atendimentos fazem com que as pessoas recebam um tratamento médico tardio. Com a pandemia COVID-19 e a diminuição nos atendimentos, essa situação ficou ainda mais complicada. A demora em iniciar um tratamento especializado tem um impacto direto no agravamento das doenças psiquiátricas, tornando necessárias internações que poderiam ser evitadas com a intervenção precoce.


O mês de setembro é o mês da prevenção do suicídio, e o dia 10 de outubro é o Dia Mundial da Saúde Mental. Nesse momento em que a saúde mental está com grande visibilidade, a AHMI busca sensibilizar a sociedade com essa campanha para fazer melhorias no hospital e proporcionar um período de internação com mais recursos e mais conforto para essas mulheres.


Os orçamentos foram realizados e a campanha de mobilização dos recursos inicia a partir do dia 21 de setembro. A expectativa da campanha é arrecadar R$ 200.000,00 (duzentos mil reais) e finalizar as reformas ainda neste ano de 2021.


Doações para a campanha O lado invisível da saúde:


A sociedade civil pode participar da campanha O lado invisível da saúde, promovida pela AHMI, sensibilizando-se com a causa desse projeto e doando recursos para alcançar os objetivos mencionados acima. As contribuições podem ser efetuadas pelo site da AHMI: www.ahmi.org.br


Pontocritico.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário