segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Com gols de cabeça, Inter vence o Bahia e segue na cola do G6 do Brasileirão

 Colorado soma 32 pontos e ocupa a sétima colocação na tabela com um jogo a menos


Pelo alto. Assim o Inter construiu sua vitória de 2 a 0 contra o Bahia pela 22ª rodada do Brasileirão, na ensolarada tarde deste domingo, no estádio Beira-Rio. Marcado por nova atuação eficiente no ataque e segura na defesa, o resultado deixa o Colorado, que tem um jogo a menos, segue na sétima colocação, com 32 pontos, um a menos que o Corinthians, o primeiro no G6, que começa a ficar mais embolado – o Flamengo, terceiro colocado, tem 35 pontos, porém dois jogos a menos. 

Além disso, também consolida a mudança de prateleira do time na competição. Agora, já são oito jogos sem perder na temporada. Na próxima rodada, o Inter visita o líder Atlético-MG, o Mineirão, no sábado, às 21h. 

Ainda que sem brilho, a equipe do técnico Diego Aguirre fez seu placar com cruzamentos na área. No primeiro tempo, Yuri Alberto aproveitou escanteio de Edenilson. Na segunda etapa, foi a vez de Dourado desviar levantamento de Cuesta. O resultado passou outra vez pelo goleiro Daniel, que protagonizou bonita e importante defesa logo antes do segundo gol colorado. 

Yuri Alberto consegue vantagem

A primeira etapa no Beira-Rio foi de poucas emoções até o gol de Yuri Alberto na reta final. Postado para se defender, o Bahia viu o meia Rodriguinho sentir um problema muscular logo aos 8 minutos e precisar ser substituído pelo atacante Gilberto. A mudança alterou a estratégia do técnico argentino Diego Dabove. O Inter, por sua vez, teve dificuldades para criar no meio de campo, apesar do retorno de Taison. Na única trama por baixo, o meia-atacante finalizou desviado pelo lado direito da meta de Mateus Claus aos 11. 

Pelo alto, a dupla Lindoso e Patrick tentou conexões, mas que sempre resultaram em desvios fracos nas mãos do goleiro baiano. Até os 35, o jogo truncado foi a marca da partida com muitos erros de passes no meio de campo. Na única intervenção do goleiro Daniel, Gilberto finalizou cruzado e teve seu chute espalmado. 

Apesar da pouca produção, o centroavante Yuri Alberto apareceu para retirar o zero do placar. Aos 38 minutos, Edenilson cobrou escanteio na medida e o atacante surgiu no primeiro poste para desviar sem chances, abrindo o marcador. O Bahia até se soltou mais ao ataque, mas foi em desvantagem para o vestiário. 

Dourado pelo alto define 

Atrás no placar, o time visitante se viu obrigado a explorar mais o ataque e deixar espaços na defesa. No entanto, os comandados de Dabove esbarravam na falta de qualidade e na sólida defesa colorada. O Inter, sempre que tinha a bola, atacava com velocidade e na velocidade de seus meias.

Aos 10, Taison obrigou Mateus Claus a fazer grande defesa em cobrança de falta. Voltando de lesão, o meia deixou o campo aos 20 minutos para a entrada de Paolo Guerrero. Gilberto respondeu com desvio cabeça à direita do gol de Daniel. Nessa mesma jogada, o arqueiro colorado fez grande defesa aos 25 minutos. O atacante tricolor tinha levado a melhor e testou firme: de mão trocada, Daniel fez um milagre. 

A máxima é antiga, mas segue atual: quem não faz, leva. Assim aconteceu com o Bahia. O Inter soube se aproveitar da potência área mais uma vez. Cuesta, pela esquerda, levantou na área e Dourado cabeceou sem chances para o goleiro Claus.

Com o resultado encaminhado, Aguirre colocou Palacios, na vaga de Heitor, e promoveu a estreia do jovem Gustavo Maia, no lugar de Yuri Alberto – que antes de sair, por pouco não fez o terceiro, em chute cruzado. O 2 a 0 deixou o time visitante sem forças para reagir e a vitória colorada foi sacramentada. 

Campeonato Brasileiro - 22ª rodada

Inter 2

Daniel; Heitor (Palacios), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado e Rodrigo Lindoso; Edenilson, Taison (Guerrero) e Patrick (Mauricio); Yuri Alberto (Gustavo Maia). Técnico: Diego Aguirre.

Bahia 0 

Mateus Claus; Nino Paraíba, Lucas Fonseca (Gustavo Henrique), Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Edson (Patrick de Lucca), Lucas Mugni e Rodriguinho (Gilberto); Óscar Ruíz (Matheus Galdezani), Isnaldo (Thonny Anderson) e Rodallega. Técnico: Diego Dabove.

Gols: Yuri Alberto (38min/1°T) Dourado (28min/2T°)
Cartões amarelos: Lucas Mugni e Gilberto (Bahia) Heitor e Cuesta (Inter)
Arbitragem: Bruno Arleu de Araújo, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Michael Correia (RJ). 
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ).
Data: 26 de setembro
Horário: 16h
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS


Correio do Povo


Social-democratas e conservadores alemães querem formar coalizão “antes do Natal”


Mulher é presa com mais de 4 quilos de MDMA ao desembarcar no Aeroporto Salgado Filho


Presidente Bolsonaro tem resultado negativo para Covid-19 e prepara retomada de agenda


Termina desocupação do Esqueletão no Centro de Porto Alegre


ONG Misturaí recebe prefeitura para definir futuro de área na Vila Planetário


Long Beach consagra Palou, primeiro campeão da Espanha na Indycar


Yuri Alberto festeja parceria com Edenilson: “Sempre me encontra”


Aguirre celebra vitória com "autoridade" e sequência invicta do Inter no Brasileirão

Nenhum comentário:

Postar um comentário