sexta-feira, 24 de julho de 2020

Rubem Novaes pede renúncia da presidência do Banco do Brasil

Pedido encaminhado a Bolsonaro e Guedes afirma que o banco "precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações"

Novaes ocupa a presidência do banco desde janeiro de 2019

O presidente do Banco do Brasil, Rubem de Freitas Novaes, entregou nesta sexta-feira ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes, um pedido para deixar o comando do banco estatal a partir de agosto. 
Em fato relevante divulgado ao mercado financeiro, o Banco do Brasil cita que a decisão de Novaes foi motivada pelo entendimento de que a companhia "precisa de renovação para enfrentar os momentos futuros de muitas inovações no sistema bancário".
Novaes ocupa a presidência do banco desde janeiro de 2019 por indicação pessoal do ministro Paulo Guedes. Recentemente, ele tem defendido publicamente a privatização do banco nos últimos meses.
A privatização a instituição também já foi defendida por Guedes. Em reunião ministerial, ele avaliou que embora Rubem Novaes seja liberal e comande a instituição, o governo "não consegue fazer nada" lá.


R7 e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário