domingo, 17 de maio de 2020

China pede aos EUA fim da "repressão" à Huawei

Washington anunciou novos controles de exportação para limitar o acesso da gigante chinesa à tecnologia de semicondutores

Washington anunciou uma série de medidas que buscam tirar a Huawei do mercado global de semicondutores

Washington anunciou uma série de medidas que buscam tirar a Huawei do mercado global de semicondutores | Foto: Nicolas Asfouri / AFP / CP

PUBLICIDADE

A China pediu aos Estados Unidos que ponham um fim à "repressão irracional contra a Huawei e as empresas chinesas", depois que Washington anunciou novos controles de exportação para limitar o acesso da gigante chinesa à tecnologia de semicondutores. "O governo chinês defenderá firmemente os direitos e os interesses legítimos e legais das empresas chinesas", afirmou o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado divulgado neste sábado (16).

O Ministério afirmou ainda que as iniciativas do governo Donald Trump "estão destruindo as cadeias globais de fabricação, abastecimento e valor".

Na sexta-feira, Washington anunciou uma série de medidas que buscam tirar a Huawei do mercado global de semicondutores. O governo americano considera a empresa uma ameaça para a segurança nacional. O Departamento de Comércio dos EUA disse que essas medidas bloqueiam "os esforços da Huawei para burlar os controles de exportação dos EUA".

De acordo com autoridades americanas, a gigante chinesa das telecomunicações conseguiu evitar sanções anteriores de Washington, recorrendo a fornecedores de chips e componentes em outras partes do mundo, mas que são fabricados com tecnologia americana.

A empresa chinesa está sob extrema pressão de Washington. Com seu lobby, os EUA conseguiram que aliados no mundo todo evitassem os equipamentos desenvolvidos pela Huawei em nome da segurança.



AFP e Correio do Povo


ARTE & AGENDA

Além de Michael Jordan, veja outras séries documentais de sucesso

GERAL

Autópsia revela que piloto estava sóbrio em acidente fatal de Kobe Bryant

ARTE & AGENDA

Morre Phil May, vocalista da banda Pretty Things, na Inglaterra

ARTE & AGENDA

Escritora Paula Taitelbaum é convidada do Conversa de Risco

Nenhum comentário:

Postar um comentário