quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Vendas de máquinas agrícolas têm queda de 15% em relação a setembro, diz Anfavea

No acumulado do ano, a queda é de 6,3% em relação a igual período de 2018

Por Danton Júnior

O Brasil produziu 5,2 mil unidades no mês de outubro, mas caiu 30,3% em relação ao mesmo mês de 2018

O Brasil produziu 5,2 mil unidades no mês de outubro, mas caiu 30,3% em relação ao mesmo mês de 2018 | Foto: Guilherme Almeida / CP memória

PUBLICIDADE

As vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias apresentaram queda no mês de outubro, segundo levantamento da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgado nesta quarta-feira. Foram comercializadas 4,2 mil unidades durante o mês passado, o que representa um recuo de 15% em relação a setembro e de 16,2% na comparação com outubro do ano passado. No acumulado do ano, o segmento contabiliza um total de 37,1 mil máquinas comercializadas, o que significa uma queda de 6,3% em relação a igual ao período de 2018.

"A razão dessa queda tem a ver com a indefinição das políticas de crédito que tivemos no período de abril, maio e junho deste ano", disse o diretor executivo da Anfavea, Aurélio Santana.

A produção, conforme o mesmo levantamento, apresentou alta de 8,2% em relação a setembro, mas caiu 30,3% na comparação com outubro do ano passado. O país produziu 5,2 mil unidades no mês de outubro.

Nas exportações, houve incremento de 18% em relação a setembro, com o embarque de 1,1 mil unidades. De janeiro a outubro, 10,8 mil máquinas foram comercializadas para outros países.

De acordo com Santana, a previsão é de que o próximo levantamento seja mais positivo para o setor, tendo em vista os valores anunciados no Plano Safra e a expectativa de juros menores. Nas exportações, a estimativa em 2019 é de crescimento de 2,5%, levando em conta o impacto provocado pela crise na Argentina.


Correio do Povo



Heleno: novas gerações estão "vacinadas" contra ditadura

Ao participar de uma audiência pública na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia... [leia mais]

Fachin: condenação de Geddel é exemplo para reduzir percepção de impunidade

Embora afirme que o fim da prisão em segunda instância não será "catastrófico", Edson Fachin também entende que... [leia mais]

Análise: a limonada do megaleilão do pré-sal

O governo sabia há meses do risco de esvaziamento do megaleilão do pré-sal, mas resolveu insistir num... [leia mais]

Comissão da Câmara aprova moção de repúdio a presidente eleito da Argentina

A Comissão de Relações Exteriores da Câmara, presidida por Eduardo Bolsonaro, aprovou um requerimento de... [leia mais]

Joice pede cassação de Eduardo Bolsonaro na Câmara e vai à PGR por Lei de Segurança Nacional

Joice Hasselmann pediu à Câmara a cassação do mandato de Eduardo Bolsonaro, por quebra de decoro... [leia mais]

Gleisi: valor no leilão do pré-sal foi "irrisório"

Gleisi Hoffmann foi ao Twitter dizer que o valor arrecadado no leilão do pré-sal foi "irrisório"... [leia mais]

Para Alckmin, PSDB deve assumir oposição a Bolsonaro

Ao participar de um seminário sobre reforma tributária, nesta quarta-feira, Geraldo Alckmin defendeu que o PSDB... [leia mais]

Deputado do PSL soube antes que caso Marielle havia subido para o STF

Deputados bivaristas sabiam, pelo menos desde 21 de outubro, que a investigação sobre a morte de Marielle Franco... [leia mais]

Bolsonaro apaga post sobre Argentina (e é desmentido por empresas)

Jair Bolsonaro apagou o post em que comemorava a transferência de fábricas da Argentina para o Brasil. [leia mais]

Nenhum comentário:

Postar um comentário