sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Mesmo com sol, moradores de Eldorado do Sul ainda não conseguem limpar as suas casas

Em vários locais, a água das chuvas segue acumulada no bairro Cidade Verde

Por Cláudio Isaías

Prefeitura negocia com o governo federal para a construção de um dique que solucionaria o problema de alagamentos em Eldorado do Sul

Prefeitura negocia com o governo federal para a construção de um dique que solucionaria o problema de alagamentos em Eldorado do Sul | Foto: Guilherme Testa

PUBLICIDADE

A sexta-feira foi de trabalho para a comunidade do bairro Cidade Verde, em Eldorado do Sul, na Região Metropolitana de Porto Alegre, um dos locais mais atingidos pelos alagamentos causados pelas chuvas da semana. Nas ruas 12 de outubro, Dique, São Lázaro, Z e Flor do Conde, os moradores aproveitaram o dia de sol para tentar organizar suas vidas. Na esquina da rua Z com a avenida Lucas Espíndola, o marceneiro Jair Carneiro, colocou as botas para ir até a casa da sua mãe. "Estou levando algumas compras feitas no supermercado porque ela decidiu não sair de casa", explicou.

Na rua São Lázaro, a dona de casa Júlia Santos disse que vai esperar que a água baixe para que só assim ela possa fazer a limpeza do pátio. Para entrar na residência, a família formada por cinco pessoas improvisou uma passarela de madeira. "Tivemos sorte que, desta vez, a água não entrou na casa", destacou, recordando da tragédia de 2015 que alagou todo o bairro.

O secretário de Habitação e coordenador da Defesa Civil de Eldorado do Sul, João Carlos Ferreira, informou que situação na região ainda é considerada crítica e a prefeitura segue com as equipes prestando atendimento no bairro Cidade Verde. Segundo ele, dez famílias foram retiradas de casa e levadas para a residência de parentes.

"Não temos ninguém desabrigado ou desalojado na cidade e esperamos que isso não aconteça porque sempre é um transtorno para as famílias quando ocorre essa mudança", acrescentou.

Conforme Ferreira, as dez famílias deixaram as casas como forma de prevenção, porém, a água não entrou nas residências. Segundo o coordenador da Defesa Civil, a prefeitura montou um plano de contingências para a transferência de moradores atingidos pelos alagamentos para escolas municipais e para o ginásio municipal da cidade. "Nesse momento, ainda não foi necessário utilizar essa estrutura de apoio às famílias", acrescentou.

Ele informou ainda que a prefeitura está em tratativas com o governo federal, com o Ministério dos Transportes e o DNIT para a construção de um dique em Eldorado do Sul que solucionaria o problema de alagamentos na região. A obra, segundo Ferreira, avaliada em R$ 400 milhões, deverá ser construída com recursos do governo federal.

Os alagamentos tomaram conta de Eldorado do Sul em função da cheia dos rios Caí, Sinos, Jacuí e Taquari. Cerca de 15 mil moradores residem no bairro Cidade Verde.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário