sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Procurador da Fazenda esfaqueia juíza no TRF3, em São Paulo

Testemunhas relataram que o agressor estava em estado de surto

Caso ocorreu na sede do TRF3, em São Paulo, nesta quinta-feira

Caso ocorreu na sede do TRF3, em São Paulo, nesta quinta-feira | Foto: TRF3 / Divulgação / CP

PUBLICIDADE

Um procurador da Fazenda foi preso nesta quinta-feira após invadir o gabinete de uma juíza na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo. Ele agrediu a vítima com um golpe de faca e acabou detido.

De acordo com o site Consultor Jurídico, o Conjur, a suposta tentativa de homicídio ocorreu enquanto a juíza trabalhava em sua mesa. O agressor invadiu a sala e, além da facada, tentou jogar uma jarra de vidro contra a magistrada.

O procurador da Fazenda responsável pela suposta tentativa de homicídio foi imobilizado por pessoas próximas, que relataram que ele parecia estar em estado de surto. Ele também teria dito que pretendia fazer "o que Janot deixou de fazer". A frase é uma referência ao ex-procurador Geral da República, Rodrigo Janot, que afirmou que entrou no STF com o objetivo de matar o ministro Gilmar Mendes.

Ele foi preso em flagrante, enquanto a juíza não ficou ferida com gravidade. A Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) se manifestaram. Ambas as entidades condenaram a agressão.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário