sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Curso apresenta "modernização da administração" a servidores da prefeitura

Open 4.0 apresenta modelos de atividade no estilo das modernas "startups"

| Foto: Fabiano do Amaral

PUBLICIDADE

Com a participação de 43 funcionários públicos municipais de Porto Alegre, começou nesta quinta-feira o curso Open 4.0. Promovida pela Prefeitura de Porto Alegre, a atividade é a primeira da chamada Escola de Inovação, que integra o projeto Start.Gov, no qual a gestão pretende trabalhar a modernização da administração pública. A aula foi realizada na Fábrica do Futuro, no 4º Distrito, localizada na zona Norte da cidade.

Dividido em quatro módulos, a intenção é que o curso prepare os funcionários da administração pública para trabalhar em um outro formato de gestão, como explica o coordenador de Inovação da prefeitura, Paulo Renato Ardenghi. “Queremos que eles montem projetos baseados em um modelo de "startup" atual, formando pequenos times e colocando o cidadão no centro do processo. Desenvolvendo protótipos para depois gerar escala.”

De acordo com Ardenghi, o tema principal das aulas é a inovação, e a expectativa dele é que os cursistas consigam empregar os conteúdos no trabalho diário das secretarias e órgãos onde atuam, por isso no último módulo eles terão que criar projetos dentro da sua área de atuação. “Serão desafiados a colocar em prática tudo que eles viram em sala de aula. É um curso inovador que propõe um desafio aos alunos, para que eles desenvolvam um protótipo de projeto tendo como fio condutor os macrodesafios do Pacto Alegre”, explica o coordenador.

Ardenghi acredita que o modelo de startups pode auxiliar os profissionais a driblarem os entraves impostos pela administração pública. “A gente sabe que o trabalho de um inovador isolado, muitas vezes é super complexo porque ele envolve a estrutura que não que lhe dá o espaço para esse trabalho. Então o objetivo é que eles consigam trabalhar em times pequenos e criar vários times pequenos na mesma lógica das startups, poucas pessoas, recursos escassos e muita resiliência e trabalho.”

Entusiasta do projeto, o prefeito Nelson Marchezan Júnior esteve na primeira aula e conversou com os cursistas. "A nossa expectativa é de que contribua para que as pessoas selecionadas possam atuar para obtermos mais agilidade no serviço público, com mais eficiência e de forma mais organizada e planejada e,  assim, haja melhora na vida real dos cidadãos da nossa cidade”, declarou o prefeito aos presentes.


Estadão Conteúdo e Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário