sábado, 12 de outubro de 2019

Conexão Varejo: entenda quais são as diferenças das principais redes sociais para o seu negócio

Fala-se muito sobre a importância de estar nas mídias sociais, pois são canais onde as pessoas passam cada vez mais tempo, informam-se e se entretêm. Mas tão importante quanto estar nelas é saber qual o conteúdo ideal para cada plataforma. Rede social é sinônimo de relacionamento. Por isso, interaja com os seguidores da marca, afinal, as redes sociais também são espaços para reforçar a credibilidade. Confira as peculiaridades de cada uma delas:

Facebook

É a rede social preferida dos brasileiros, com 130 milhões de usuários, o que coloca o Brasil na terceira posição entre os países com mais inscritos. Aqui, as marcas têm páginas, e não perfis, e as postagens devem buscar o engajamento. Por isso, aposte em conteúdos que levem informação, chamem para a interação ou estimulem o compartilhamento. Em vez de postar apenas uma foto de produto com o preço, ensine novas formas de uso ou combinações possíveis. E o tom de fala deve ser o mesmo com o qual a marca se comunica nos demais canais, alinhado às expectativas da persona.

Instagram

Consolidado em cima de imagens, o Instagram é a rede que possui mais engajamento. No feed (o mural principal), as imagens ou os vídeos demandam um cuidado de produção. Boa iluminação e cenário pensado são essenciais, pois esse conteúdo fica permanentemente no perfil da marca. Já no Stories, as postagens duram 24 horas e depois somem, a não ser que se tornem destaques permanentes. Aqui é um bom local para mostrar os bastidores, e os vídeos podem ter até 15 segundos. Por outro lado, o IGVT permite vídeos de até uma hora. Lembre-se: vídeos costumam engajar 2x mais do que imagens.

YouTube

É a terra dos tutoriais, dos comparativos, das resenhas, das conversas, das demonstrações, de opinião de usuários e de instruções ao consumidor. Para o marketing digital, gerar conteúdo relevante é a base para o sucesso, e nesse sentido, o YouTube é uma excelente plataforma. E não tem por que ficar de fora, já que 86% dos usuários de internet no Brasil assistem vídeos online e 56% deles passam mais tempo vendo vídeos do que TV, segundo o Google, e 99% dessa audiência passa pelo YouTube.

Este conteúdo está disponível na revista do Sindilojas Porto Alegre, a Conexão Varejo. Quer ler mais? Clique aqui.

    Sindilojas Porto Alegre

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário