terça-feira, 15 de outubro de 2019

Assinada a ordem de início das obras de revitalização de trecho da orla do Guaíba

Obra deverá ser entregue em 12 meses

O projeto, de autoria do arquiteto Jaime Lerner, prevê aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da avenida Edvaldo Pereira Paiva

O projeto, de autoria do arquiteto Jaime Lerner, prevê aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da avenida Edvaldo Pereira Paiva | Foto: Alina Souza

PUBLICIDADE

A revitalização do trecho 3 da Orla do Guaíba deverá ser concluída em um prazo de 12 meses. O anúncio foi feito na manhã desta segunda pelo prefeito Nelson Marchezan Jr, após assinatura do contrato e da ordem de início das obras, no Paço Municipal. O consórcio português ACA/RGS será o responsável pelo serviço, que será realizado no trecho que compreende a foz do arroio Dilúvio na Avenida Ipiranga até o parque gigante na avenida Edvaldo Pereira Paiva. O contrato é de R$ 46.171.731,77, valor 19% menor do que o previsto no edital – que era R$ 57 milhões.

De acordo com o líder do Executivo, a área de intervenção do projeto é de 14,6 hectares. O projeto, de autoria do arquiteto Jaime Lerner, prevê aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da avenida Edvaldo Pereira Paiva e o plantio de mais de 550 árvores de cedro, figueira, jerivás, cerejeira e coronilha. Ao longo do trecho junto à Avenida Edwaldo Pereira Paiva, serão construídas três estruturas de bares idênticas às já em funcionamento no trecho 1, 27 quadras para prática esportiva, vestiários e a maior pista de skate da América Latina certificada pela Confederação Brasileira de Skate e pelo Comitê Olímpico Brasileiro.

A estimativa do diretor-presidente do grupo, José Manoel Costa Leite, é que nos próximos dias inicie a montagem do canteiro de obras. Os trabalhos serão executados por cerca de 150 e 200 funcionários que já foram contratados. A equipe técnica é formada por profissionais de Porto Alegre. “Já iniciamos todo o processo de preparação e planejamento junto com todas as secretarias. Neste momento temos a licença de início, uma coisa que esperávamos há um tempo”, frisou.

Trânsito

O diretor de operações da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Paulo Ramires, detalhou que haverá modificações na região em que o consórcio realizará as melhorias no trecho. A área de lazer e a ciclovia terão interferência. “As alterações são necessárias para atender as demandas da obra que estará em ritmo intenso. Vamos separar a área de lazer de onde haverá o serviço”, disse. A ciclovia, hoje, segue no sentido Centro/bairro e passará a ser no sentido oposto. Não há previsão de alterações no trânsito.

“Somente nos fins de semana que fica bloqueado, em função do empreendimento, porque não vamos compartilhar a área de lazer com veículos, para eviar acidentes”. Ainda não há previsão de quando essas mudanças iniciarão. De acordo com a EPTC, depende do efetivo início do trabalho e sinalização, que deve começar nesta semana.


Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário