quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Dieta ‘low-carb’ acelera o envelhecimento, revela estudo

Uma má notícia para um dos regimes alimentares mais seguidos no mundo

Por Letícia Passos

FELICIDADE - Alimentos como o macarrão aumentam a fabricação de serotonina, substância do prazer (Foodcollection/Getty Images)

A chave para emagrecer com saúde, sabe-se quase de cor, é o casamento adequado entre reeducação alimentar e atividade física. Trata-se de uma guerra, nem tão metafórica assim — e não é raro que se apele às promessas milagrosas das dietas da hora, essas que vão e vêm. As estatísticas globais, o Brasil incluído, são conclusivas: seis em cada dez adultos que recorrem a algum tipo de regime para perder peso optam pela redução de carboidratos — adotam uma dieta low-carb, na alcunha em inglês. A escolha é lógica: a privação de carboidratos (macarrão, pizza, batata, pão etc.) faz os ponteiros da balança descer em um período mais rápido de tempo. Perdem-se, em média, até 10% do peso em apenas trinta dias. Uma pessoa com 70 quilos, por exemplo, chega ao fim do mês de boca fechada com espantosos 7 quilos a menos. É de fato muito tentador. Mas — sempre há um porém — um novo e completo estudo ilumina um aspecto escondido das low-carb. A má surpresa: elas aceleram o envelhecimento. “A descoberta é um alerta definitivo sobre o perigo de dietas baseadas em um único nutriente”, diz Viviane Alves, professora de microbiologia da Universidade Federal de Minas Gerais, coautora do trabalho, publicado na reputada revista científica americana Current Biology.

Desenvolvido numa parceria entre o Instituto Sahmri, na Austrália, e a Universidade de Bristol, na Inglaterra, o estudo revelou que as proteínas, seja de origem animal, seja de origem vegetal — que tendem a substituir o carboidrato —, podem ser perigosas quando consumidas em excesso. Há, como decorrência indesejada, um aumento do ritmo do metabolismo celular. Resultado: essa aceleração provoca um erro no mecanismo de produção de compostos que protegem o organismo. A consequência é a morte celular abrupta. Dessa forma, o corpo passa a perder mais células do que é capaz de repor, o que leva ao envelhecimento precoce e à redução da expectativa de vida. Os pesquisadores avaliaram células humanas em laboratório. O próximo passo será estudar o efeito no cotidiano das pessoas. Por excesso de proteínas, entende-se o seguinte: uma pessoa de 70 quilos não deveria consumir mais de três bifes de filé-mignon por dia, ao longo de pelo menos um mês — porção facilmente ingerida em apenas uma refeição nesse tipo de regime.

+ Estudo revela o melhor dia da semana para subir na balança

(./.)

A proliferação das dietas low-carb causou uma reviravolta nos hábitos alimentares no mundo todo. No Brasil, o consumo de feijão caiu pela metade nas últimas quatro décadas. O consumo internacional de batata diminuiu 40%. A predileção por esse tipo de regime tem história — ele nasceu no século XIX, quando o francês Jean Anthelme Brillat-­Savarin, autor do tratado de gastronomia A Fisiologia do Gosto, obra pioneira sobre a relação do homem com a comida, defendeu a renúncia total a açúcares e farináceos. O princípio foi retomado com força avassaladora nos anos 1970 pelo cardiologista americano Robert Atkins. Um de seus livros virou best-­seller e vendeu mais de 15 milhões de cópias ao redor do mundo. Os adeptos de Atkins estão liberados para comer ovos, bacon e carnes e chegam a emagrecer 10% do peso corporal em apenas quinze dias. Depois da dieta Atkins, como ficou conhecido o regime, outras versões foram surgindo — a paleolítica, a Dukan, a cetogênica, todas orientando grandes cortes no consumo de carboidratos e uma engolindo a outra na preferência popular (veja o quadro).

Quem segue ou já seguiu a low-carb sabe muito bem que o sucesso é passageiro. Dois terços dos adeptos recuperam o peso original em até cinco anos depois do fim do corte calórico. Oito em cada dez desistem do regime antes de ele completar três meses. O carboidrato é, naturalmente, a primeira opção de energia corpórea. Na falta dele, a gordura em si passa a ser utilizada como combustível essencial. “Em pouco tempo, a perda de gordura faz com que o organismo, para se defender, reduza o ritmo natural do seu gasto calórico, tornando o regime impraticável, e a dieta passa a não funcionar”, diz a nutricionista Rafaela Destri, do Hospital São Paulo e da clínica Cia. da Consulta, em São Paulo. Além disso, os carboidratos são o principal alimento associado à fabricação da serotonina, substância fundamental para multiplicar as sensações de bem-estar e prazer.

Tudo somado, como manda o bom-senso, qualquer exagero é ruim. A proteína tem de estar presente na metade das refeições, a gordura em uma e os carboidratos em todas elas. Logicamente, a escolha deve ser pelos alimentos preparados com farinha integral. O valor nutricional do trigo branco, sem a casca nem o germe da planta, é menor. A quantidade de fibras dos integrais, a título de comparação, é três vezes maior em relação aos brancos. Ainda assim o trigo refinado não é de todo ruim. Um pãozinho contém tanta fibra quanto uma banana.

Outra tese em defesa dos carboidratos, publicada na revista científica The Lancet: as fibras das farinhas são essenciais para a prevenção de algumas doenças. Reduzir a quase nada as fibras nas dietas — o que acontece quando os carboidratos são subtraídos — priva o organismo de nutrientes indispensáveis. O consumo regular de carboidratos e, portanto, de fibras diminui o risco de morte por doenças cardíacas (menos 32%), acidentes vasculares (menos 22%) e câncer de intestino (menos 16%). Pense duas vezes antes de eliminar o pãozinho do café da manhã. É assim, até que brote uma nova dieta mágica.

(./.)

Publicado em VEJA de 18 de setembro de 2019, edição nº 2652


Veja

Portão do Beira-Rio pega fogo após vice do Inter na Copa do Brasil

Letreiro é depredado durante tumulto depois da derrota colorada diante do Athletico-PR; incidentes incluíram confrontos da torcida contra Brigada Militar

Por Da Redação

Portão do Beira-Rio pega fogo durante tumulto após final da Copa do Brasil, na qual o Inter foi derrotado pelo Athletico-PR - 18/09/2019 (Youtube/Reprodução)

Diversos incidentes foram registrados nos arredores do Beira-Rio entre a noite de quarta e a madrugada desta quinta-feira 19, após a final da Copa do Brasil, que terminou com título do Athletico-PR e frustração da torcida do Internacional. O tumulto envolveu confrontos entre torcedores e a Brigada Militar, além de depredação do estádio – que chegou a pegar fogo. Dentro de campo, o time paranaense venceu o jogo por 2 a 1.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o portão 7 do estádio em chamas durante grande circulação de pessoas, próximo à estátua do ídolo Fernandão. O pequeno incêndio, que teria sido causado pelo arremesso de objetos inflamáveis contra o letreiro, foi controlado posteriormente e relatado pela Rádio Gaúcha.

A emissora cita ao menos 14 boletins de ocorrência registrados no Juizado Especial Criminal (Jecrim) por incidentes nos arredores do Beira-Rio, como furtos, roubos, brigas, lesões corporais, desacato a policiais e comercialização de ingressos falsos.

Veja também

Relatos do local descrevem brigas entre torcedores do time gaúcho e uso de bombas de efeito moral pela polícia. Não há informações sobre pessoas com ferimentos graves.

Após derrota por 1 a 0 no jogo de ida, o Internacional voltou a ser derrotado pelo Athletico-PR, por 2 a 1, e viu o clube curitibano conquistar a Copa do Brasil pela primeira vez em sua história.


Veja

Com aumento da pobreza, Argentina prorroga emergência alimentar até 2022

Senado passa medida que aloca um impulso de 50% do orçamento atual para políticas públicas nacionais nutricionais e alimentares

Por Da Redação

Argentina luta contra uma sufocante inflação e o aumento da pobreza (PEPE MATEOS/VEJA)

O Senado da Argentina aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira 18, uma lei que aumentará fundos estatais dedicados ao combate à fome, conforme o país luta contra uma sufocante inflação e o aumento da pobreza. Segundo os últimos dados oficiais divulgados pelo governo, correspondentes ao primeiro trimestre deste ano, 34,1% da população argentina vive abaixo da linha da pobreza atualmente.

A medida estende até o fim de 2022 a lei de “emergência alimentar“, prorrogada diversas vezes desde 2002, após o país enfrentar uma crise de proporções similares no ano anterior. A medida aloca um impulso de 50% do orçamento atual para políticas públicas nacionais nutricionais e alimentares, de acordo com o governo.

A Câmara de Deputados havia votado em esmagadora maioria a favor da medida em 12 de setembro. A lei foi proposta por parlamentares da oposição, incluindo figuras do partido de Alberto Fernández, candidato da oposição peronista e líder nas pesquisas para a eleição presidencial de 27 de outubro.

Veja também

“A pobreza não é um problema pequeno. Vivemos uma emergência social e alimentar desde 2002”, disse o senador Luis Naidenoff, presidente do bloco do partido governista no Senado.

O crescimento econômico da Argentina está estagnado desde 2018, enquanto a inflação, de 54,5% para os últimos 12 meses, está superando os salários, levando a um crescimento acentuado na pobreza, segundo dados oficiais. A crise econômica aprofundou ainda mais após o resultado de primária em agosto enfraquecer as chances de reeleição do presidente Mauricio Macri.

Macri anunciou várias medidas emergenciais na semana após a primária, em esforço para levar alívio a consumidores, incluindo redução de impostos sobre a venda de alguns produtos alimentares básicos, como pão, açúcar e leite, até o fim do ano.

(Com EFE e Reuters)


Veja

Smartphone Asus ZenFone Max Pro (M1) 32GB Prata 4G - 3GB RAM Tela 6” Câm. Dupla + Câm. Selfie 8MP Prata

Smartphone Asus ZenFone Max Pro (M1) 32GB Prata 4G - 3GB RAM Tela 6” Câm. Dupla + Câm. Selfie 8MP

O ZenFone Max Pro (M1) da Asus traz o melhor dos 2 mundos, pois além do desempenho, tem bateria de 5000mAh, e ainda, o sistema de câmera dupla, uma com 13MP e outra com 5MP que criam retratos perfeitos com o efeito bokeh, aquele desfoque que dá um toque profissional às fotos, além da câmera Selfie com 8MP. Tudo isso com a experiência da interface pura do sistema operacional Android 8.1 Oreo. Na parte frontal temos uma tela de 6", mais ampla, com proporção 18:9 e resolução Full HD+ 2160x1080 (maior que Full HD). Apesar da tela de 6", o corpo é equivalente a um Smartphone tradicional de 5,5", porque ela ocupa quase toda a parte frontal do aparelho, tornando-o mais fácil de segurar.Produzido na cor prata, com 3GB de memória RAM, armazenamento interno de 32GB, processador Qualcomm Snapdragon SDM636 Octa-core de até 1,8GHz, possui slot onde você consegue usar 2 cartões SIM 4G LTE ao mesmo tempo que usa o cartão de memória micro SD para expandir o armazenamento para até 2TB, tem tecnologia 4G e é desbloqueado para todas as operadoras.Quando falamos em praticidade, não tem nada melhor que desbloquear o aparelho sem usar as mãos. Com o desbloqueio facial, você pode estar com as mão sujas ou molhadas e mesmo assim poderá acessar seu Smartphone. Mas também tem o sensor de impressão digital, que reconhece até 5 digitais diferentes e em até 0,3 segundos.


Link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinelucioborges/p/smartphone-asus-zenfone-max-pro-m1-32gb-prata-4g-3gb-ram-tela-6-cam-dupla-cam-selfie-8mp/331684/

Bolão de assessores do PT ganha Mega-Sena; veja resultado

As dezenas sorteadas foram 04 - 11 - 16 - 22 - 29 - 33. O prêmio estava acumulado em mais de 120 milhões de reais

Por Thomaz Molina

Volante de preenchimento para escolha de números entre os 60 disponíveis para o sorteio de prêmios na Mega-Sena, da Caixa Econômica Federal

Volante de preenchimento para escolha de números entre os 60 disponíveis para o sorteio de prêmios na Mega-Sena, da Caixa Econômica Federal  (Aloísio Maurício/Fotoarena/Folhapress)

A Mega-Sena sorteada na noite desta quarta-feira, 18, saiu para uma aposta realizada em Brasília. O prêmio estava acumulado em mais de 120 milhões de reais, o sexto maior da história da loteria.

As dezenas sorteadas foram 04 – 11 – 16 – 22 – 29 – 33. De acordo com a Caixa, a aposta vencedora foi um bolão com 49 cotas e teria sido realizada por um grupo de assessores do Partido dos Trabalhadores. Segundo a liderança do PT, cada um apostou 10 reais e vai ganhar 2,4 milhões. O deputado Paulo Pimenta confirmou que o grupo gastou 490 reais com o jogo e é integrado apenas por funcionários do partido, sem nenhum parlamentar.

Veja também

Outras 406 apostas acertaram a quina e cada uma delas irá levar 19.407,24 reais. A quadra foi vencida por 24.366 apostas e ganhará prêmios individuais de 461,96 reais.


Veja

Câmara retoma benesses a partidos, e novas regras eleitorais vão à sanção

Deputados mantêm brecha para aumentar fundo eleitoral e recuperam pontos polêmicos alterados pelo Senado em PL

Por Da redação

Câmara dos Deputados (Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

O plenário da Câmara concluiu, na noite desta quarta-feira 18, a votação do projeto que altera regras para os partidos e eleições. Os deputados conseguiram manter a espinha dorsal da medida articulada pela Casa e retomaram pontos da proposta original, mesmo após as mudanças realizadas no Senado na noite anterior. O texto vai agora à sanção presidencial.

Por fim, a medida manteve a maior parte das benesses aos partidos. Havia pressa para a aprovação do projeto entre as lideranças da Câmara, porque para que as novas regras possam valer para as eleições municipais no ano que vem, a lei tem de ser publicada no máximo um ano antes de 4 de outubro de 2020.

Entre os pontos mais polêmicos  estão a autorização para usar recursos públicos para construção de sede partidária e a anistia a multas eleitorais, além da volta do tempo de propaganda partidária em rádio e TV. Além disso, o texto abre brecha para aumentar o valor destinado ao fundo eleitoral, principal fonte de recursos para as campanhas, trecho que foi mantido pelo Senado também.

Veja também

Uma emenda de redação alterou o trecho que trata sobre o uso do fundo partidário para pagar advogados. A diferença é que o texto aprovado na primeira vez pela Câmara permita pagar serviços referentes a processos criminais, mas agora essa parte foi retirada. O fundo poderá ser usado para pagar serviços advocatícios em processos individuais dos candidatos que tenham relação com as eleições.

Em relação ao que foi aprovado pela Câmara no começo de setembro foi retirado o trecho que permitia que cada partido utilizasse um sistema diferente para a prestação de contas, assim, as siglas ficarão obrigadas a usar um sistema unificado do Tribunal Superior Eleitoral, o que ajuda a evitar fraudes. Também foi retirada a parte que determinava que as multas por desaprovação das contas partidárias só poderiam ser aplicadas se ficasse comprovada a conduta dolosa, ou seja, intencional, o que poderia dificultar a punição aos partidos.

Também foi excluído prazo maior para a prestação de contas dos partidos e a possibilidade de corrigi-las até o julgamento pela Justiça Eleitoral.

Para aprovar o texto, os deputados fizeram duas votações. Na primeira, votaram os pontos os quais havia concordância com o Senado e que deveriam ser retirados do texto. Foram 252 votos a favor e 150 contra. Na segunda parte, votaram os pontos de discordância com o Senado, ou seja, quais trechos deveriam ser trazidos de volta à medida. Essa votação foi simbólica.

Na sequência, sete destaques de partidos foram rejeitados. Três deles tratavam sobre fundo partidário. O PSL queria retirar a permissão para usar o fundo partidário para pagamento de consultoria e honorários de contadores e advogados e também impedir que o fundo fosse usado para compra de imóveis.

O partido de Bolsonaro tentou ainda retirar do texto a permissão para que candidatos concorram às eleições mesmo inelegíveis, desde que o prazo de inelegibilidade cesse até a data da posse.

O Cidadania tentou retirar a previsão de que doações e gastos com consultoria e honorários de contadores e advogados relacionados ao processo eleitoral ou no interesse de candidatos não tenham qualquer limitação quanto ao valor. O PSOL protocolou destaque similar. Por fim, o Podemos tentou retirar a previsão que se aplica aos processos em fase de execução a anistia dada a servidores comissionados filiados a partidos políticos em razão de doações e contribuições em eleições anteriores.

Líder do Cidadania na Câmara, o deputado Daniel Coelho (PE) disse que os políticos estão legislando em causa própria e que o projeto cria um conjunto de regras subjetivas que diminuem a transparência nos gastos.

“Não dá para aprovar um texto em que gastos com consultoria, algo totalmente subjetivo, não vão ser contabilizados em contas de campanha. É esse o avanço que a gente vai fazer?”, questionou. Coelho disse que provavelmente haverá vetos pelo presidente Jair Bolsonaro.

Pressionado por entidades da sociedade civil e pelas redes sociais, o Senado aprovou apenas o trecho que abre brecha para aumentar o valor destinado ao fundo eleitoral, principal fonte de recursos para as campanhas. Há um acordo de boca entre a Câmara e o Senado para que o valor do fundo para as eleições municipais do ano que vem seja de 1,7 bilhão de reais, mesmo valor destinado nas eleições de 2018.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Câmara)



Veja

Secretário dos EUA chama ataque com drones como "ato de guerra" do Irã

Governo saudita declarou que ofensiva contra suas instalações de petróleo foram patrocinadas por Teerã

Secretário de Estado americano Mike Pompeo visitou a Arábia Saudita

Secretário de Estado americano Mike Pompeo visitou a Arábia Saudita | Foto: Mandel Ngan / POOL / AFP

PUBLICIDADE

O secretário de Estado americano Mike Pompeo, em visita à Arábia Saudita nesta quarta-feira, descreveu o ataque às principais infraestruturas petrolíferas do reino como "um ato de guerra", que mais uma vez atribuiu ao Irã. "Foi um ataque iraniano", disse o chefe de diplomacia americano à imprensa, assegurando que o ato tinha as "impressões digitais do aiatolá" Ali Khamenei, o líder supremo iraniano.

Mais cedo, o presidente americano, Donald Trump, havia anunciado um endurecimento substancial de suas sanções contra o Irã. "Acabei de ordenar ao secretário do Tesouro que reforce substancialmente as sanções contra o Estado iraniano!", escreveu o presidente dos Estados Unidos no Twitter.

Desde maio de 2018, após a retirada unilateral de um acordo internacional de 2015 com o objetivo de restringir a indústria nuclear iraniana para fins civis, Trump tenta conter o poder de Teerã na região por meio de uma campanha de "pressão máxima" de sanções econômicas.

Em uma mensagem enviada a Washington, o Irã negou quarta-feira que tenha tido qualquer envolvimento nos ataques que reduziram pela metade a produção de petróleo saudita e inicialmente elevaram os preços desta commodity. Porém, o governo saudita declarou nesta quarta que os ataques contra suas instalações de petróleo procederam do "norte" e foram "inquestionavelmente" responsabilidade do Irã, embora as investigações sobre a localização exata sobre o ponto de partida ainda estejam em curso.

"O ataque foi lançado do norte e, inquestionavelmente, foi responsabilidade do Irã", garantiu o porta-voz do Ministério saudita da Defesa, Turki al-Maliki, que mostrou restos de drones e mísseis supostamente recolhidos pelos serviços de investigação. "Estamos investigando para conhecer a localização exata dos pontos de decolagem", completou.


AFP e Correio do Povo


ARTE & AGENDA

Rapper Orochi participa do Baile da Olimpo em Porto Alegre

ARTE & AGENDA

Caso Suzane Von Richthofen ganhará dois filmes com diferentes pontos de vista

ARTE & AGENDA

Porto Alegre recebe aulas e shows de tango argentino

ARTE & AGENDA

Possível refilmagem de "A Princesa Prometida" gera protestos no Twitter

ARTE & AGENDA

JediCon RS inicia venda de ingressos para edição 2019

ARTE & AGENDA

Castelo de "Downton Abbey" entra em site de reserva de hospedagem

Smartphone Asus ZenFone Max Pro (M1) 32GB Prata 4G - 3GB RAM Tela 6” Câm. Dupla + Câm. Selfie 8MP Prata

Smartphone Asus ZenFone Max Pro (M1) 32GB Prata 4G - 3GB RAM Tela 6” Câm. Dupla + Câm. Selfie 8MP

O ZenFone Max Pro (M1) da Asus traz o melhor dos 2 mundos, pois além do desempenho, tem bateria de 5000mAh, e ainda, o sistema de câmera dupla, uma com 13MP e outra com 5MP que criam retratos perfeitos com o efeito bokeh, aquele desfoque que dá um toque profissional às fotos, além da câmera Selfie com 8MP. Tudo isso com a experiência da interface pura do sistema operacional Android 8.1 Oreo. Na parte frontal temos uma tela de 6", mais ampla, com proporção 18:9 e resolução Full HD+ 2160x1080 (maior que Full HD). Apesar da tela de 6", o corpo é equivalente a um Smartphone tradicional de 5,5", porque ela ocupa quase toda a parte frontal do aparelho, tornando-o mais fácil de segurar.Produzido na cor prata, com 3GB de memória RAM, armazenamento interno de 32GB, processador Qualcomm Snapdragon SDM636 Octa-core de até 1,8GHz, possui slot onde você consegue usar 2 cartões SIM 4G LTE ao mesmo tempo que usa o cartão de memória micro SD para expandir o armazenamento para até 2TB, tem tecnologia 4G e é desbloqueado para todas as operadoras.Quando falamos em praticidade, não tem nada melhor que desbloquear o aparelho sem usar as mãos. Com o desbloqueio facial, você pode estar com as mão sujas ou molhadas e mesmo assim poderá acessar seu Smartphone. Mas também tem o sensor de impressão digital, que reconhece até 5 digitais diferentes e em até 0,3 segundos.


Link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinelucioborges/p/smartphone-asus-zenfone-max-pro-m1-32gb-prata-4g-3gb-ram-tela-6-cam-dupla-cam-selfie-8mp/331684/

Bermudas se prepara para chegada do furacão Humberto, de categoria 3

Governo aconselhou os cidadãos a não saírem às ruas após 17h00 e abriu um abrigo de emergência

Tempestade chega a ventos máximos de 195 quilômetros por hora

Tempestade chega a ventos máximos de 195 quilômetros por hora | Foto: Lizabeth Menzies / NOAA / RAMMB / AFP / CP

PUBLICIDADE

Os residentes do pequeno arquipélago britânico das Bermudas protegeram suas casas e fecharam as janelas nesta quarta-feira antes da chegada do furacão Humberto, de categoria 3, que registra ventos fortes e chuva abundante. O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, com sede em Miami, situou o centro da tempestade cerca de 225 quilômetros ao oeste das Bermudas às 18H00 GMT (15H00 em Brasília), com ventos máximos sustentados de 195 quilômetros por hora. O olho da grande tempestade deve passar pelo noroeste das Bermudas na tarde ou na noite desta quarta, com precipitações de até 150 mm e a possibilidade de fortes ondas.

"O furacão Humberto é uma ameaça", disse o Serviço Meteorológico das Bermudas em seu último aviso à população, embora as autoridades tenham dito não esperar pelo pior. Fortes chuvas já caem esporadicamente sobre a ilha principal. Os residentes protegiam suas casas e tampavam suas janelas à espera do furacão. Comércios e escritórios encerraram suas atividades cedo. O governo aconselhou os cidadãos a não saírem às ruas após as 17h00 e abriu um abrigo de emergência na Academia Cedarbridge, a maior escola de ensino médio das Bermudas.


AFP e Correio do Povo

Califórnia sanciona lei que torna motoristas de Uber e Lyft funcionários

Normativa responde a críticas de que as empresas de transportes negam benefícios aos motoristas

Uber e Lyft disseram que mudança

Uber e Lyft disseram que mudança "representa um risco" para futuro das empresas | Foto: Ricardo Giusti / CP Memória

PUBLICIDADE

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, sancionou nesta quarta-feira a polêmica lei que reclassifica trabalhadores terceirizados como funcionários, inclusive os motoristas de Uber e Lift. A normativa, acompanhada muito de perto por outros estados, responde a críticas de que as empresas de transportes negam benefícios aos motoristas. Newsom classificou a legislação como um "marco" e disse que este é o primeiro passo para permitir que mais trabalhadores se sindicalizem.

Segundo o projeto de lei, os trabalhadores na Califórnia, o estado americano com o maior PIB do país, devem ser descritos como funcionários, e não terceirizados, se seu trabalho, ou desempenho, for controlado pela empresa, ou se fizerem parte do negócio habitual da mesma. A iniciativa, que representou uma luta árdua para os gigantes da tecnologia, foi aprovada por 29 votos a favor e 11 contra no Senado estadual e cria um precedente que pode ser copiado em outros estados, como Nova York, onde grupos de trabalhadores pressionam por direitos similares.

Tanto Uber quanto Lyft se opõem a qualquer mudança no status de seus motoristas, já que, como admitiram em um artigo na imprensa local, "representaria um risco" para o futuro destas empresas. A lei deve entrar em vigor em 1º de janeiro do ano que vem.


AFP e Correio do Povo


POLÍTICA

Câmara retoma benesses a partidos, e novas regras eleitorais vão para sanção

Deputados mantêm brecha para aumentar fundo eleitoral e recuperam pontos polêmicos alterados pelo Senado em PL

LOTERIA

Bolão de assessores do PT ganha prêmio de R$ 120 milhões na Mega-Sena

Segundo a liderança do partido, cada um apostou 10 reais e vai ganhar 2,4 milhões

RADAR

Em novo agrado a Trump, Eduardo Bolsonaro agora mira na Bolívia

Cotado para embaixador, o filho do presidente já abriu front contra a Venezuela e tenta aprovar no Congresso o Acordo de Alcântara

ANÚNCIO

Toyota investirá R$ 1 bi em SP para expandir fábrica e produzir novo carro

Montadora planeja ampliar estrutura em Sorocaba (SP), em projeto que deve gerar cerca de 300 empregos

RADAR

Justiça do Rio condena OI a pagar R$ 200 milhões em indenização

A operadora rompeu contrato para entregar os serviços à Gamecorp, que pertencia ao filho do ex-presidente Lula

MUNDO

Com aumento da pobreza, Argentina prorroga emergência alimentar até 2022

Senado passa medida que aloca um impulso de 50% do orçamento atual para políticas nutricionais e alimentares

ESPORTE

Portão do Beira-Rio pega fogo após vice do Inter na Copa do Brasil

Letreiro é depredado durante tumulto depois da derrota colorada diante do Athletico-PR; incidentes incluíram confrontos da torcida contra Brigada Militar

EM VEJA DESTA SEMANA

Dieta ‘low-carb’ acelera o envelhecimento, revela estudo

Uma má notícia para um dos regimes alimentares mais seguidos no mundo

Cafeteira Elétrica Cadence Single CAF211 - Vermelha 2 Xícaras 110V

Cafeteira Elétrica Cadence Single CAF211 - Vermelha 2 Xícaras

Com a Cafeteira Elétrica da linha Single CAF211 da Cadence você vai começar o seu dia de uma forma simples e com um deliciosos café. É muito fácil de usar, basta utilizar a colher medidora, escolher a quantidade de café, ligar a cafeteira e em poucos minutos estará pronto! Acompanha duas exclusivas xícaras de porcelana personalizadas, que possuem a medida ideal para o seu café, dispensando o uso de jarra. Mas segura, ela possui proteção contra superaquecimento e bandeja removível antiderrapante, que evita que as xícaras escorreguem e também facilitando a limpeza. Seu reservatório é de até 240ml, ou seja, prepara 02 cafés de 120ml ao mesmo tempo. Conta com um design contemporâneo para combinar ainda mais com a sua cozinha ou ambientes de trabalho.



Link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinelucioborges/p/cafeteira-eletrica-cadence-single-caf211-vermelha-2-xicaras/2760053/

Polícia Federal faz buscas no Congresso e mira líder do governo no Senado

Bezerra Coelho é alvo da operação

PF também mira filho do líder

Bezerra Coelho foi eleito senador em 2014. Antes de integrar o governo Bolsonaro, apoiou as gestões Dilma e TemerSérgio Lima/Poder360 - 10.abr.2019

DOUGLAS RODRIGUES e PATRÍCIA NADIR
19.set.2019 (quinta-feira) - 7h41
atualizado: 19.set.2019 (quinta-feira) - 8h43

A Polícia Federal realiza na manhã desta 5ª feira (19.set.2019) uma operação no Congresso. Os principais alvos são o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), e o filho dele, o deputado Fernando Coelho Filho (DEM-PE).

Os mandados de busca e apreensão foram autorizados pelo STF (Supremo Tribunal Federal). A PF investiga 1 possível desvio de dinheiro público de obras de transposição do Rio São Francisco, região onde os políticos foram eleitos.

Desde fevereiro, Bezerra Coelho é líder do governo de Jair Bolsonaro no Senado. De 2011 a 2013, foi ministro da Integração Nacional de na gestão petista de Dilma Rousseff (de 2011 a 2013). Fernando Coelho Filho foi ministro de Minas e Energia no governo de Michel Temer (de 2016 a 2018).

O OUTRO LADO

Procurada, a defesa de Bezerra, feita pelo advogado criminalista André Callegari, afirmou que as medidas são desnecessárias e extemporâneas. “Causa estranheza à defesa que medidas cautelares sejam decretadas em razão de fatos pretéritos que não guardam qualquer razão de contemporaneidade com o objeto da investigação. A única justificativa do pedido seria em razão da atuação política e combativa do senador contra determinados interesses dos órgãos de persecução penal. A defesa ainda não teve acesso ao pedido e à decisão do ministro que autorizou as medidas, mas pode afirmar que as medidas são desnecessárias e extemporâneas”, afirmou em nota.

Autores

DOUGLAS RODRIGUES

REDATOR

enviar e-mail para Douglas Rodrigues Douglaas_rg

PATRÍCIA NADIR

ASSISTENTE DE REDAÇÃO

enviar e-mail para Patrícia Nadir


Poder 360

Fed reduz novamente taxa de juros americana em 0,25 ponto

Taxa básica de juros foi reduzida pela segunda vez neste ano, embora FOMC esteja divido

Powell afirmou que ainda há

Powell afirmou que ainda há "incertezas" sobre crescimento contínuo da economia americana | Foto: Olivier Douliery / AFP / CP

PUBLICIDADE

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) reduziu sua taxa básica de juros pela segunda vez neste ano, mas o comitê de política monetária (FOMC) está dividido - três dos dez membros foram contrários à decisão. O banco central também tomou medidas para aliviar as preocupações sobre uma crise de caixa nos mercados financeiros, ajustando sua principal ferramenta de política para ajudar a bombear mais recursos através do canal financeiro.

O FOMC reduziu a taxa de juros em um quarto de ponto percentual, para a faixa de 1,75% a 2%, como era esperado, recuando nas altas de juros de 2018. "Embora o gasto dos consumidores esteja aumentando em um ritmo forte, investimentos fixos e exportações diminuíram", explicou o FOMC em nota.

Embora seus integrantes continuem a acreditar que o cenário mais provável é que a economia continue a crescer que a inflação eventualmente vá aumentar, "incertezas sobre este panorama continuam". Powell e outros integrantes do Fed citaram diversas vezes a incerteza provocada pela guerra comercial do presidente Donald Trump com a China, que atrapalha a economia. Trump rapidamente criticou a decisão do Fed no Twitter - mantendo sua campanha incansável para que o banco central dê estímulos adicionais à economia. "Jay Powell e o Federal Reserve fracassaram de novo. Sem coragem, sem bom senso, sem visão! Um comunicador terrível", tuitou.


Embora a política comercial seja da competência do presidente Donald Trump e do Congresso dos EUA, o presidente do Fed, Jerome Powell, destacou em entrevista coletiva que eles a instituição tem "uma ferramenta muito poderosa que pode combater a fraqueza, em certa medida, apoiando a demanda". No entanto, ao contrário do Banco Central Europeu, "não acho que consideraríamos taxas negativas".

Estímulo econômico

Powell também minimizou as preocupações com o aumento nas pressões de financiamento nos mercados financeiros nesta semana, observando que a demanda por dinheiro para realizar os pagamentos trimestrais de impostos foi um fator para isso. Uma escassez de caixa nos últimos dias levou o Fed de Nova York na terça e quarta-feira a injetar US$ 128 bilhões no mercado de curto prazo, à medida que as taxas de juros dispararam e ameaçaram romper o alcance da meta do Fed. "Embora essas questões sejam importantes para o funcionamento do mercado e para os participantes do mercado, elas não têm implicações para a economia ou a postura da política monetária", disse Powell a repórteres.

O Fed também cortou em 0,3 ponto, a 1,8%, os juros pagos aos bancos por reservas de dinheiro acima do nível exigido, numa tentativa de colocar mais dinheiro nos mercados.

Comitê dividido

A posição de Powell é complicada devido à clara divisão interna no comitê: um membro queria um corte ainda mais acentuado, enquanto outros dois se opunham a qualquer redução. A previsão econômica trimestral do Fed também reflete a divisão entre os tomadores de decisões, já que a previsão mediana exige que não haja mais aumentos dos juros até o final de 2020 - mantendo-se 1,9% abaixo dos 2,4% nas previsões de junho.

Isso contradiz a maioria dos economistas privados, que esperam que o banco central sinta a necessidade de fornecer pelo menos mais uma redução nas taxas de juros em 2019. E essa divisão ocorre mesmo quando as previsões medianas de crescimento e desemprego são constantes, com a inflação subindo gradualmente para a meta do Fed, de 2%.


AFP e Correio do Povo


JUSTIÇA

Polícia Federal faz buscas no Congresso e mira líder do governo no Senado

Bezerra Coelho é alvo da operação

CONGRESSO

Câmara aprova brecha para aumento do fundão e recria propaganda partidária

Quatro pontos foram retirados após polêmica

ECONOMIA

Copom corta taxa Selic de 6% para 5,5% ao ano

Menor taxa da história

CONGRESSO

Bolão de funcionários do PT na Câmara é o vencedor da Mega-Sena

49 apostadores serão contemplados

COMO O BRASIL SE MOVE

Metrôs precisam crescer e se integrar com outros modais, diz presidente da CCR

Custo de construir metrô precisa baixar

MÍDIA

Reaça & Comuna: Globo desautoriza Época sobre reportagem com mulher de Eduardo; Temer cita golpe

Caso Época vs. Heloísa Bolsonaro

ECONOMIA

Petrobras anuncia alta de 3,5% no preço da gasolina e de 4,2% no diesel

Reajuste ocorre após ataque na Arábia Saudita

CONGRESSO

Senado nega a conselheiro pró-Dallagnol novo mandato no CNMP

Lauro Nogueira ajudou a livrar Deltan

INTERNACIONAL

Parlamento da Áustria rejeita acordo UE-Mercosul

Decisão pode impactar Conselho Europeu

INTERNACIONAL

Eleições em Israel terminam em empate técnico

Nenhum partido conseguiu maioria

Opinião

Governos jogam papel decisivo na questão climática, escreve Julia Fonteles

Falta investimento em tecnologia

Opinião

A arma que protege é também a que mata, escreve Rodrigo de Almeida

Decretos do governo facilitam posse

Facebook lança nova tela inteligente e de menor preço

Novo dispositivo terá diferentes formatos e preço inicial de 129 dólares

Novo dispositivo terá diferentes formatos e preço inicial de 129 dólares

Novo dispositivo terá diferentes formatos e preço inicial de 129 dólares | Foto: Josh Edelson / AFP / CP

PUBLICIDADE

O Facebook revelou, nesta quarta-feira, a segunda geração de sua tela de vídeo Portal, promovendo-a como uma maneira de se conectar com seus entes queridos através da rede social. A empresa também reduziu os custos para tornar os novos dispositivos Portal, Portal Mini e Portal TV mais atrativos para os consumidores, a um preço inicial de 129 dólares. Portal e Portal Mini começarão a ser enviados em 15 de outubro, enquanto o Portal TV, do tamanho de um bloco de notas que transforma um televisor em uma tela inteligente para chamadas de vídeo, começará a ser distribuído em 5 de novembro a um preço de 149 dólares.

O Facebook não detalhou quantos dispositivos Portal foram vendidos desde que foram apresentados, no fim do ano passado. A aprovação foi sólida o suficiente, porém, para inspirar modelos de segunda geração. As vendas de assistentes virtuais inteligentes nos Estados Unidos quase dobraram para 57,5 milhões, com a Amazon representando aproximadamente 48% do mercado, e a Google, quase 39%, segundo o International Data Corp.

Os dispositivos inteligentes Amazon Echo e Google Nest utilizam seus respectivos softwares de assistência digital para infundir seus alto-falantes e telas com Inteligência comandada por voz. "Sabemos que a categoria de dispositivos inteligentes está lotada e competitiva. E esses dispositivos são ótimos", disse Andrew "Boz" Bosworth, vice-presidente de realidade virtual e aumentada do Facebook. "Mas o Portal é o único dispositivo que te conectará com as pessoas que são importantes para você. E eu diria que qualquer dispositivo inteligente que não faça isso não é tão inteligente", completou.

Chamadas por Whatsapp

As telas inteligentes do Amazon Echo Show e do Google Nest podem ser utilizadas para fazer chamadas de vídeo, mas o Portal está vinculado a conexões no Facebook, Messenger e WhatsApp, que usam criptografia de ponta a ponta. O aplicativo de mensagens do Facebook e a rede social em si são usados por mais de um bilhão de pessoas por mês. "Não é que o mundo precise de outro Echo Show, ou de outro Google Nest Hub. Este é um produto que tem um propósito muito específico", disse Werner Goertz, analista de Tecnologia Pessoal e Inovação da Gartner. "É a interação de pessoa a pessoa", acrescentou.

Conscientes de que os usuários da Internet se tornaram muito cautelosos com sua privacidade no Facebook, as funções integradas no Portal incluem interruptores físicos para desligar câmeras e microfones. Capas podem ser deslizadas sobre as lentes da câmera, e os dados de câmeras e microfones são processados nos dispositivos, e não nos centros de dados da nuvem. O sistema do Facebook sabe quais partes estão se conectando nas chamadas de vídeo, mas não escuta o que é dito, disseram executivos do Facebook.

Os recursos do Portal TV incluem o uso de realidade aumentada para testar divertidas mudanças de imagem e jogos como o clássico "batalha naval", além da capacidade de assistir a programas do Amazon Prime com amigos, ou familiares distantes.


AFP e Correio do Povo

Painel para TV com Suporte até 42” Jet Plus - 1 Prateleira Artely

Painel para TV com Suporte até 42” Jet Plus - 1 Prateleira Artely

Uma sala moderna e bem aconchegante com um móvel diferenciado como o Painel Jet Plus, desenvolvido para oferecer total conforto e comodidade para você e sua família. Ele vem com suporte para TVs de até 42” e é composto por prateleira para controle remoto e ou decoração. Além de seu bonito visual e cores inovadoras, que destacam a beleza do móvel e o deixam mais atraente. O produto é todo fabricado com chapas de MDP de 15 mm, material ecologicamente correto que confere a boa resistência e durabilidade à peça. Ele tem um bonito acabamento com revestimento UV texturizado, muito resistente que dá maior destaque à cor e conserva a beleza do móvel por mais tempo. E para garantir a qualidade do produto dentro da embalagem, todas as peças são separadas por isomanta, tudo para evitar o atrito entre elas, e também dentro de cada embalagem tem um manual passo a passo para auxiliar no momento da montagem do produto. Surpreenda-se com design, inovação, beleza e durabilidade.


Link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinelucioborges/p/painel-para-tv-com-suporte-ate-42-jet-plus-1-prateleira-artely/157417/

Seja protagonista da sua relação com o dinheiro

| Foto: Kelly Sikkema/Unsplash

Fabiana M. Machado fala das vantagens de assumir o papel principal da sua vida financeira

PUBLICIDADE

A situação financeira varia na vida de cada pessoa e muitas têm dificuldade para conseguir ter dinheiro e pagar “os boletos” no fim do mês, principalmente neste momento da tão falada crise econômica.

Mas a responsabilidade pela falta de dinheiro não é apenas do governo, dos juros abusivos ou dos salários que as empresas estão dispostas a pagar. Esses são fatores que interferem na sua vida, mas estão fora do seu controle. E embora seja mais fácil colocar a responsabilidade nesses fatores para justificar a sua situação financeira, esse comportamento não ajuda a resolver, pois coloca você no papel de coadjuvante e, até, vítima das circunstâncias.

Agindo assim, as chances de melhorar a sua situação financeira são mínimas, pois você está abrindo mão de ser a protagonista da sua relação com o dinheiro. Será que não faz mais sentido se empenhar para controlar o que cabe a você, que é a forma como usa o seu dinheiro?

Você pode achar que é difícil controlar as despesas, mas a verdade é que a vida financeira não fica sem rumo, pois todos os dias você decide para onde vai o seu dinheiro. O local onde mora, o que come, como se locomove, o que veste, a escola dos filhos, os presentes, onde vale a pena investir… Seja com muito ou pouco dinheiro, você sempre está tomando decisões.

Então, é preciso tirar o dinheiro do papel de protagonista. O controle da sua vida financeira deve ser seu. O desafio está em entender o seu padrão de comportamento financeiro, lidar com os desejos e necessidades e encarar a sua realidade. Para isso acontecer, observe os comportamentos e tenha claro o seu objetivo, como, por exemplo:

- A sua preocupação com as prestações do apartamento vale o metro quadrado que você está pagando?
- Quanto vale, da sua tranquilidade, o endividamento no banco para andar de carro do ano?
- Se você quer mais dinheiro para viajar no final do ano, vale a pena trocar o aparelho celular agora?
- Se quer viver em paz com o dinheiro, vale a pena deixar de jantar em restaurantes ou comprar roupa nova para quitar as dívidas do cartão de crédito?
- Vale o estresse de se endividar no cartão para comprar mais um sapato, mesmo tendo tantos que não usa no armário?

Quando você entender e mudar o seu comportamento, conseguirá lidar melhor com o dinheiro, fazer escolhas mais conscientes e até passar por momentos de crise com menos ansiedade e preocupação.

Assumir o papel principal das suas finanças implica ser você o centro das atenções, estar sob os holofotes e encarar os desafios de frente. Tem suas dores, mas as recompensas são muito maiores.

Ser a protagonista traz o prazer de desfrutar dos resultados das suas escolhas e a felicidade de poder aprender com a sua própria caminhada.

Encarar a realidade apresentada pelo saldo da sua conta corrente é o primeiro passo de uma jornada libertadora. E para dar esse primeiro passo, tudo o que você precisa é usar os recursos que já estão ao seu dispor, dentro de você: a força e a coragem para transformar essa realidade.

Quer saber mais? Acompanhe a minha coluna semanal aqui no Bella Mais. Vamos juntas nesta jornada!

por Fabiana M. Machado

Fabiana Mendonça Machado é especialista em comportamento financeiro. É casada, mãe de dois filhos, empresária e uma das fundadoras da MoneyMind. @fabiana.m.machado


Correio do Povo


CULTURA

Filme 'O Diabo veste Prada' vai virar musical

POLÍCIA

Polícia faz buscas por suspeito de homicídio, em Cachoeirinha

Alcolumbre defende fundo eleitoral maior nas eleições do ano que vem

Senado deu aval a projeto que defende quantia maior do que usada em 2018, ou seja, 1,7 bilhão

Alcolumbre disse, nesta terça, que

Alcolumbre disse, nesta terça, que "achava" que Congresso iria manter fundo de 2018 | Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados / Divulgação / CP

PUBLICIDADE

Um dia após o Senado ter votado um projeto com o compromisso de não engordar o fundo eleitoral, o presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), defendeu um valor maior para as eleições municipais do ano que vem. Na terça-feira, o Senado deu aval a um projeto que abre margem para que a quantia a ser usada por partidos para as eleições de 2020 ultrapasse o montante utilizado no pleito de 2018, ou seja, R$ 1,7 bilhão.

O presidente do Senado negou que tenha havido um acordo para que o valor do fundo eleitoral no ano que vem seja o mesmo de 2018. Ele declarou que isso foi uma "manifestação política" feita por senadores ao votar o projeto e revelou que, em reunião de líderes partidários, se posicionou contra manter o fundo com a mesma quantidade de recursos. "Não é assim, um acordo. Há uma manifestação dos senadores em manter o orçamento que foi utilizado na eleição passada, mesmo eu me posicionando contrário em relação a isso, pessoalmente."

Nesta terça-feira, Alcolumbre declarou que "achava" que o Congresso iria manter o fundo eleitoral com o mesmo valor de 2018. Nesta quarta-feira, porém, ele declarou que, sem um fundo com valor suficiente, aumentam as possibilidades de campanhas com gastos ilegais.

"Eu não defendendo nada, eu defendo coerência porque, se os vereadores e prefeitos não tiverem o apoio do partido necessário para fazer campanha com responsabilidade, a gente acaba criando um caminho para as pessoas não trabalharem ou agirem nas suas campanhas dentro da legislação porque você não vai dar condições para ele disputar", declarou.

Para Alcolumbre, bancar a eleição municipal em 5.570 municípios com o mesmo valor da eleição presidencial é "desproporcional". O projeto do fundo eleitoral está de volta à Câmara. Em 2018, o fundo eleitoral teve valor determinado por, no mínimo, 30% das emendas de bancadas estaduais, além da compensação fiscal de propaganda partidária na TV e rádios. A proposta deixa o montante indefinido com um valor a ser determinado pela Lei Orçamentária Anual (LOA)- possibilitando, assim, que a quantia ultrapassasse os valores utilizados no pleito anterior.


Agência Estado e Correio do Povo


Odair destaca luta e apoio do torcedor, mas admite: "Não foi o nosso dia"

INTER

Desilusão toma conta dos colorados após o apito final

INTER

Medeiros elogia Athletico-PR e lamenta derrota do Inter: "Coisa do futebol"
Ingressos para Grêmio x Flamengo estão esgotados
Jogadores do Grêmio provocam Inter após derrota colorada na Copa do Brasil
Corinthians perde para Del Valle em casa e se complica na Sul-Americana

PITLANE

Barrichello volta às fórmulas, com os carrões V8 da S5000 australiana

Quarto Infantil com Guarda Roupa 3 Portas, Cômoda e Berço Faz de Conta Siena Móveis Branco/Rústico

Quarto Infantil com Guarda Roupa 3 Portas, Cômoda e Berço Faz de Conta Siena Móveis Branco/Rústico

Esse lindo Conjunto de Quarto Infantil é tudo o que você pediu em um único ambiente. Toda essa combinação foi pensada para que este conjunto permaneça em sua casa por muitos anos acompanhando o crescimento de seus pequenos. O Guarda Roupa Faz de Conta possui 3 portas e 2 Gavetas externas com corrediças metálicas que permite um deslize mais seguro e suave, produzido em MDP e pintura UV, interno no padrão Trama, que imita tecido, proporcionando mais aconchego ao ambiente. Excelente divisão interna, com cabideiro resistente para melhor organização das roupas, puxadores em ABS. O Guarda Roupa Bala de Menta é flex, com dupla opção de cor, podendo ser todo Branco ou Branco/Rosa-chá, ele é perfeito para tornar o ambiente do seu filho ainda mais lindo e aconchegante. A Cômoda Faz de Conta possui 05 gavetas com corrediças metálicas, que permite um deslize mais seguro e suave, amplo espaço para acomodar as roupas e objetos do bebê. Produzido em MDP e pintura UV, que protege o móvel e assegura sua qualidade e resistência. Compacta, pode ser usada tanto em ambientes pequenos quanto em amplos. O Berço Mini Cama traz todo o conforto e a segurança que seu bebê precisa para dormir tranquilo. Produzido em MDP, a sustentação possui revestimento interno e externo com pintura UV, esse revestimento assegura durabilidade ao móvel. Além de suas funcionalidades como, estrado com regulagem de altura, mosquiteiro, o berço se transforma em Sofá-cama e Mini-cama. Desta forma você possui 3 móveis em 1 e acompanha todas as fases do seu filho. Ideal para colchão de 0,60cm. A segurança também é outro destaque, pois está certificado e aprovado pelo Inmetro.



Link: https://www.magazinevoce.com.br/magazinelucioborges/p/quarto-infantil-com-guarda-roupa-3-portas-comoda-e-berco-faz-de-conta-siena-moveis-brancorustico/4129319/