terça-feira, 13 de agosto de 2019

SETOR DE SERVIÇOS DERRUBA ECONOMIA!

(O Estado de S. Paulo, 11) O volume de serviços prestados na economia brasileira caiu em junho e foi inferior em 2,3% ao patamar observado em dezembro de 2018. Com o recuo de 1% entre maio e junho apontado na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais os resultados pouco expressivos do comércio varejista e ruins da indústria, a retomada da economia está prejudicada.
O quadro foi negativo mesmo descontando o efeito calendário: entre junho de 2018 e junho de 2019, o volume de serviços caiu 3,6%. O recuo é maior do que se justificaria pelo fato de que junho de 2018 teve dois dias úteis a mais. Este fator, isoladamente, seria compatível com um recuo de 2,9% no mês, avaliou o gerente da PMS, Rodrigo Lobo.
A fraqueza do segmento de serviços aparece tanto no curto como no longo prazo. A receita nominal caiu 1,1% entre maio e junho e cresceu apenas 0,4% entre os meses de junho de 2018 e de 2019, bem inferior à taxa oficial de inflação de 3,37% em igual período.
A retração do volume entre maio e junho foi registrada nas cinco atividades pesquisadas, sendo mais intensa nos serviços de informação e comunicação (-2,6%).
Na comparação entre junho de 2018 e junho de 2019, o melhor resultado apareceu nos serviços prestados às famílias (+5,7%), mas, em igual período, o item transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio caiu 10,9%. Este indicador foi pressionado, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços, pelos maus resultados do transporte rodoviário de carga, aéreo de passageiros, operação de aeroportos, gestão de portos e terminais e transporte rodoviário coletivo de passageiros.
Os resultados regionais também foram ruins, inclusive em São Paulo. Entre maio e junho deste ano, houve queda de serviços em 19 das 27 unidades da Federação pesquisadas. Entre os meses de junho de 2018 e de 2019, a queda foi observada em 20 unidades da Federação.
O setor de serviços representa cerca de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) e tem, portanto, grande influência na atividade econômica. Em junho, segundo os economistas do Banco Itaú, o PIB caiu 0,7%, influenciado por serviços e indústria. A recuperação da economia brasileira tende a ser fraca e expectativas melhores ficam transferidas para o futuro.


Ex-Blog do Cesar Maia



Taxas de juros voltam a cair após alta em junho, diz Anefac

A taxa de juros de junho para pessoa física é a menor desde fevereiro de 2015; juros do cartão de crédito só perdem para os do cheque especial ...
Leia mais

Telefonia é setor com mais reclamações de clientes em julho, segundo Consumidor.gov
Setor representa 37,8% do total de queixas; plataforma do governo federal registrou quase 65 mil reclamações O setor de telecomunicações ...
Leia mais

De olho nas embalagens reduzidas
Cada vez mais é preciso fica de olho porque as embalagens dos produtos podem nos induzir ao erro, pois imaginamos estar comprando a quantidade de sempre do produto, quando ...
Leia mais

MP que acaba com publicação de balanços em jornais acelera mudança já em curso
Regra contida na lei das S.A.s vinha sendo flexibilizada com avanço da internet A medida provisória 892, que alterou a Lei das Sociedades Anônimas ...
Leia mais

Inscrito na Serasa por compras da ex-mulher cabeleireira, divorciado será indenizado
A 3ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina condenou uma empresa de cosméticos ao pagamento de R$ 6 mil, a título de indenização ...
Leia mais

Azul anuncia voos na ponte aérea Rio-São Paulo
Empresa começa operação com 34 horários por dia a partir de 29 de agosto   A Azul anunciou nesta segunda-feira (12) que ...
Leia mais

TRF-5 vai julgar venda direta de etanol entre produtores e postos
O Plenário do Tribunal Regional Federal da 5ª Região vai julgar a validade de atos normativos da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural ...
Leia mais

Walmart muda de nome no Brasil e prevê investimento de R$ 1,2 bi
Rede vai passar a se chamar Grupo Big e terá foco maior nos formatos de atacarejo; 100 lojas devem ser reformadas até 2020  Pouco mais ...
Leia mais

Companhia aérea deve pagar R$ 21,8 mil de indenização para casal que teve enxoval extraviado
A TAM Linhas Aéreas foi condenada a pagar R$ 21.855,92 de indenização pelo extravio da bagagem de um casal de passageiros. Entre o material perdido estava o ...
Leia mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário