quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Russos e chineses afirmam que os americanos aumentam a tensão diplomática

Nesta terça-feira, por causa do teste dos militares norte-americanos com o míssil configurado para viajar a distância superior a 500 quilômetros, líderes russos e chineses acusaram os Estados Unidos de aumentar as tensões diplomáticas entre as nações.

O Pentágono confirmou a atividade. No início deste mês, Trump formalizou a saída do Tratado de Forças Nucleares, firmado ainda nos tempos da guerra fria. O documento proibia mísseis terrestres de longo alcance.

Washington "tomou o rumo das tensões militares", afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov. Segundo o Kremlin, o teste "comprovou que eles já se preparavam para sair do pacto". A China também expressou preocupação. Em Pequim, líderes comunistas insinuaram que os americanos alimentam uma nova corrida armamentista.


Políbio Braga

Nenhum comentário:

Postar um comentário