sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Proposta de R$ 81,7 milhões vence licitação para instalação de relógios de rua em Porto Alegre

Empresa Brasil Outdoor terá 24 meses para concluir a instalação e ficará responsável pela conservação dos equipamentos

Por Christian Bueller

Abertura dos envelopes dos concorrentes ao edital ocorreu na Central de Licitações da Secretaria Municipal da Fazenda, no centro de Porto Alegre

Abertura dos envelopes dos concorrentes ao edital ocorreu na Central de Licitações da Secretaria Municipal da Fazenda, no centro de Porto Alegre | Foto: Alina Souza

PUBLICIDADE

Com uma proposta financeira de R$ 81,7 milhões, a empresa Brasil Outdoor foi a vencedora da licitação para instalação dos novos 168 relógios de rua em Porto Alegre. A abertura dos envelopes dos concorrentes ao edital ocorreu nesta sexta, na Central de Licitações da Secretaria Municipal da Fazenda, no Centro. Após um período de recursos e a análise da habilitação da empresa, que pode durar até quatro semanas, uma nova etapa será a apresentação do protótipo, em um prazo de até 45 dias. Quatro empresas participaram da concorrência.

“Acredito que novembro será o mês da assinatura do contrato, que terá vigência de 20 anos”, explicou o presidente da comissão de licitação dos relógios, Eduardo Hack. Esta é a terceira tentativa do Executivo municipal para reativar os equipamentos, desligados desde 2015 ainda na gestão do ex-prefeito José Fortunati, quando foi rescindido o contrato com a empresa que realizava a manutenção dos relógios. Além de informarem hora e temperatura, os relógios serão dotados de câmeras de segurança, medidores de radiação solar e painel de mensagens ao cidadão, além de internet gratuita (wi-fi), por isso o protótipo é diferente dos equipamentos conhecidos pelos porto-alegrenses. Eles estarão em diversos pontos da cidade onde já há licenciamento ambiental.

A empresa terá 24 meses para concluir a instalação e ficará responsável pela conservação dos equipamentos. “A partir da ordem de início vencedora terá 90 dias para repassar os 20% do valor da outorga à Prefeitura. Os outros 80% serão pagos em 216 parcelas mensais a partir do 25º mês”, explica Hack. A previsão é que os relógios digitais de rua estejam implantados até o final de 2021, segundo a Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas.

A ideia da prefeitura é que Porto Alegre tenha relógios digitais da Ilha da Pintada até a Restinga. Os novos equipamentos deverão ter câmeras de videomonitoramento ligadas à rede de fibra óptica do município, agregando 168 novos pontos ao monitoramento do Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic), com o objetivo de ampliar o cercamento eletrônico da cidade.


Correio do Povo


ECONOMIA

Banco do Brasil pode adotar linha de crédito imobiliário atrelada ao IPCA

ECONOMIA

Caixa avalia mudança para taxa prefixada no financiamento imobiliário

MODA

Neon pra que te quero: famosas indicam como usar

TAMY YASUE

Cinco praias paradisíacas para sonhar com o verão

INTER

Guerrero não é convocado para amistosos do Peru
Torcida do Inter esgota ingressos para decisão contra o Flamengo
Klaus é principal dúvida na escalação do Inter para jogo contra o Goiás
Coloradas enfrentam Flamengo pelas quartas do Brasileirão neste sábado

GRÊMIO

Pepê e Rômulo querem Grêmio alternativo com nova postura
Atlético de Madrid quer Everton em janeiro, diz rádio da Espanha

GRÊMIO

Athletico-PR deve usar base titular contra o Grêmio neste sábado

GERAL

Prefeitura de Porto Alegre destrói cerca de 60 mil produtos irregulares

Nenhum comentário:

Postar um comentário