domingo, 11 de agosto de 2019

Pela primeira vez, Bolsonaro vem ao RS para anunciar entrega de obra

Presidente vai inaugurar duplicação de trechos da BR 116 em Pelotas

Por Lucas Rivas / Rádio Guaíba

A agenda de Bolsonaro deve ser corrida no Rio Grande do Sul

A agenda de Bolsonaro deve ser corrida no Rio Grande do Sul | Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil / CP

PUBLICIDADE

Na segunda visita oficial ao Rio Grande do Sul, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) participa, pela primeira vez, nesta segunda-feira, de uma entrega de obra do governo federal em solo gaúcho. A agenda prevê a liberação para o tráfego de 47 quilômetros duplicados da BR 116 entre Pelotas e Tapes. O ato ocorre às 10h30mim, na altura do km 492, junto ao posto de pedágio da Ecosul, em Pelotas.

A agenda de Bolsonaro deve ser corrida. Às 16h30min, ele já se reúne com o vice-presidente, Hamilton Mourão, em Brasília. Utilizando o avião presidencial, Bolsonaro deixa o Distrito Federal às 7h, rumo ao Rio Grande do Sul. A chegada à Base Aérea de Canoas é prevista para as 9h30min. Depois, de helicóptero, o presidente parte para Pelotas. Em seguida, ainda acompanha o cronograma de obras da BR 116 em um trecho a cargo do 4º Grupamento de Engenharia do Exército, em Barra do Ribeiro.

A comitiva presidencial vai contar com as presenças dos ministros da Infraestrutura, Tarcísio Freitas e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Dois deputados gaúchos também virão de Brasília a bordo do avião presidencial: o líder da bancada federal, Giovani Cherini (PL), e Afonso Hamm (PP), líder da Frente Parlamentar em defesa da BR 116.

Em junho, Jair Bolsonaro participou da Festa Nacional da Artilharia, que homenageou o marechal Emílio Luiz Mallet, em Santa Maria. O evento durou cerca de duas horas.

Ponte do Guaíba

Cherini pretende convencer Bolsonaro a sobrevoar também as obras da segunda Ponte do Guaíba. O líder da bancada gaúcha na Câmara reconhece que a agenda apertada do presidente pode inviabilizar o compromisso. A previsão do Planalto é inaugurar o empreendimento em abril de 2020.

“A vinda de Bolsonaro representa uma nova forma de governar as causas do Estado porque, na medida em que o governo priorizou quatro obras – BR 116, Ponte do Guaíba, Travessia de Santa Maria e dragagem de Rio Grande –, passamos a ter uma perspectiva de término. Senão, fica ‘ad aeternum’”, destacou Cherini.

Expointer e saúde

O líder da bancada gaúcha também aproveita o deslocamento entre Brasília e Pelotas, na companhia do presidente, a fim de reforçar o convite para que Bolsonaro participe da Expointer, que ocorre de 24 de agosto a 1 de setembro, em Esteio. Pautas envolvendo investimentos em saúde preventiva também serão discutidas.

Protesto

Embora o presidente esteja cumprindo agenda positiva na metade Sul, arrozeiros devem protestar, em algum dos pontos da comitiva, para pressionar o governo a resolver o impasse envolvendo a prorrogação das parcelas de custeio e investimento para o setor orizicola. Eles querem melhores condições para o alongamento das parcelas de custeio para plantio da lavoura.


Rádio Guaíba e Correio do Povo


LOTERIAS

Mega-Sena acumula e poderá pagar R$ 9 milhões na quarta-feira
Bolsonaro defende "família tradicional" e chama ideologia de gênero de "coisa do capeta"

Nenhum comentário:

Postar um comentário