sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Ibama lança edital para contratar empresa que monitore desmatamento

Órgão quer combater o desmatamento ilegal na Amazônia Legal de forma preventiva ou, no mínimo, contemporânea

Imagem de satélite mostra fumaça de queimadas no Brasil

Imagem de satélite mostra fumaça de queimadas no Brasil | Foto: HO / NOAA / AFP / CP

PUBLICIDADE

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicou edital no Diário Oficial da União dessa quarta-feira (21) chamamento público de empresas especializadas no fornecimento diário por imagens de satélites de alta resolução espacial para geração de alertas diários de indícios de desmatamento.

O documento, assinado pelo diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Olivaldi Alves Borges de Azevedo, diz que a medida justifica-se pela "busca de uma solução viável e operacional para atuação mais eficiente, eficaz, efetiva e com maior celeridade na gestão das ações de fiscalização ambiental no combate ao desmatamento ilegal e exploração florestal seletiva ilegal na região Amazônica".
O texto do edital diz ainda que o Ibama, por mor meio de sua Diretoria de Proteção (Dipro), objetiva combater o desmatamento ilegal na Amazônia Legal de forma preventiva ou, no mínimo, contemporânea, para que seja possível interromper a ação criminosa, viabilizando uma atuação mais expedita e não permitindo a evolução e consolidação da ocorrência do ilícito.

Nesse sentido, segundo o instituto, faz-se necessário obter alertas de desmatamento diários das áreas mais críticas na Amazônia, em uma área pré-determinada de aproximadamente de 1 milhão de quilômetros quadrados, distribuídos a leste dos estados do Acre e Rondônia, norte de Rondônia e Mato Grosso, sul do estado do Amazonas e meio norte do estado do Pará.


Agência Brasil e Correio do Povo


POLÍTICA

Rede protocola pedido de impeachment contra Salles

MUNDO

Chefe da ONU profundamente preocupado com incêndios

Nenhum comentário:

Postar um comentário