sexta-feira, 22 de março de 2019

Vereador do PT matou manicure atropelada e vai prestar serviço comunitário | Clic Noticias



O vereador Ayrton de Araújo (PT) foi condenado pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul a pagar R$ 9.998,00 para uma entidade social e prestar dois anos de serviço à comunidade, pela morte da manicure Célia Abud Almoreno, que ocorreu em setembro de 2014, após ser atingida por um veículo Celta conduzido pelo parlamentar, na Avenida Nasri Siufi em Campo Grande, MT.
A manicure seguia de moto quando foi atingida pelo carro de Ayrton, que estava com luz apagada e entrou na contramão após realizar uma manobra indevida, conforme consta nos autos do processo.
Ayrton nega que tenha culpa no acidente, indicando que Célia estava com os faróis apagados – contrariando as testemunhas – e que, como ela estava em uma festa familiar antes do acidente, ela teria ingerindo bebida alcoólica no local. Contudo, o juiz rejeitou a alegação, afirmando que não há como comprovar a acusação.
Na decisão o juiz Roberto Ferreira Filho da 1ª Vara Criminal acatou a tese do Ministério Público que acusava o vereador de homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). A pena-base mínima fixado pelo magistrado foi de 2 anos de prisão em regime fechado, no entanto, por ser réu primário a pena foi convertida na prestação de serviços voluntários no mesmo período.
Ayrton de Araújo foi condenado em Janeiro a pagar o equivalente a dez salários mínimos para uma instituição social, além dos custos do processo e teve a habilitação suspensa por dois meses.
Fonte: campograndenews
Terça Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário