sábado, 10 de novembro de 2018

Fim do auxílio-moradia não economiza 1/3 do aumento de salário do Judiciário

Na última quarta-feira, dia 7 de novembro, o Senado Federal aprovou um aumento de 16% no salário de ministros do STF, passando de cerca de R$ 33 mil para R$ 39 mil. O maior problema disso é o efeito-cascata: procuradores, promotores, desembargadores e outras carreiras do Judiciário também terão seus salários aumentados.

O impacto total, se o projeto for sancionado pelo presidente Michel Temer, pode chegar a R$ 6 bilhões por ano.

Para justificar este rombo, alguns ministros do STF e senadores favoráveis à medida disseram que agora poderão lutar pelo fim do auxílio-moradia. Dizem que a medida compensaria o aumento salarial.

A realidade é outra. Bruno Carazza, do blog “O E$pírito das leis”, fez as contas: o auxílio-moradia não passa de R$ 2 bilhões por ano, menos de 1/3 do impacto do aumento aprovado pelo Senado.





MBL News

Nenhum comentário:

Postar um comentário