quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Brasileiros já pagaram mais de R$ 2 trilhões em impostos neste ano

936hjjqnmad8msnb3xvyiwq73.jpg

Valor de pagamentos em tributos foi atingido nesta terça-feira; estimativa é de que a arrecadação total neste ano alcance R$ 2,388 trilhões, disse ACSP
Os brasileiros já pagaram mais de R$ 2 trilhões em impostos somente neste ano. O número foi atingido nesta terça-feira (6), de acordo com “Impostômetro”, medidor de tributos pagos pela população, criado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).
Desde 2016 a marca de R$ 2 trilhões pagos em impostos não é atingida tão cedo. Enquanto em 2018 o valor foi registrado hoje, 6 de novembro, em 2017 a marca era atingida somente um mês depois, no dia 6 de dezembro. Já em 2016, a população alcançou o valor de R$ 2 trilhões em tributos somente em 29 de dezembro, mais de 50 dias após a marca deste ano.

Neste ano, apesar do aumento na arrecadação de tributos , ainda há falta de dinheiro. De acordo com Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), “a arrecadação está subindo, porém fecharemos o ano com déficit de mais de R$ 100 bilhões”, disse.
Para ele, a solução para o rombo é diminuir a quantidade de gastos do governo através de uma política econômica mais liberal. Burti acredita que “a equipe econômica do próximo governo precisa focar no controle das contas públicas, manter o teto dos gastos e estimular a privatização de empresas estatais, diminuindo o tamanho do Estado”, afirmou.

Segundo a ACSP, a estimativa é de que a arrecadação total de pagamentos no ano seja de R$ 2,388 trilhões, um aumento de mais de R$ 200 milhões em relação ao valor registrado no ano passado, quando o Impostômetro mediu R$ 2,172 trilhões em impostos.

Medidor de impostos funciona desde 2005
O Impostômetro foi implantado pela ACSP em 2005 e, além de virtual ( é possível consultá-lo diariamente e 24 horas por dia aqui ), também existe em versão física. Em forma de painel, há um medidor instalado no prédio da sede da Associação, que fica no centro da cidade de São Paulo.

De acordo com a ACPS, o Impostômetro foi criado "para chamar a atenção da população para os valores que todos nós pagamos em tributos, que englobam impostos , taxas, contribuições e multas" e com o objetivo de que o "cidadão se preocupe mais com a questão tributária, exija a contrapartida em serviços públicos e fiscalize como o dinheiro é aplicado”.

Fonte: economia.ig - 06/11/2018 e SOS Consumidor

Nenhum comentário:

Postar um comentário