sábado, 10 de novembro de 2018

Bolsonaro promete novos nomes de ministros em breve

Presidente eleito fez uma live no início da noite desta sexta-feira

Presidente eleito ficou de anunciar novos nomes de ministros em breve | Foto: Reprodução Facebook / CP

Presidente eleito ficou de anunciar novos nomes de ministros em breve | Foto: Reprodução Facebook / CP

Nos próximos dias, o presidente eleito Jair Bolsonaro deve anunciar os nomes dos ministros do Meio Ambiente, da Saúde, da Defesa e das Relações Exteriores. A previsão foi feita pelo próprio Bolsonaro, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, ao destacar a dificuldade para escolher um nome para o Ministério da Educação. “Educação é complicado”, reconheceu.

Bolsonaro disse que ele vai escolher o nome para o Meio Ambiente: “Quem vai indicar é Jair Messias Bolsonaro”, afirmou o presidente eleito, dirigindo-se às organizações não governamentais (ONGs). O presidente eleito reclamou das multas ambientais. Segundo ele, há informações, que ainda não confirmou, segundo as quais 40% dos valores arrecadados em multas vão para as ONGs. “Não vai ter aquele ativismo”, avisou, sem entrar em detalhes.

Para Bolsonaro, há abusos na cobrança de multas e também na demarcação de terras indígenas. Ele disse ter sido vítima de uma denúncia infundada sobre pesca ilegal, em 2012, que o fez responder no Supremo Tribunal Federal (STF), embora tivesse comprovado que a acusação era improcedente. De acordo com o presidente eleito, uma forma de incentivar a preservação ambiental é estimular o turismo.

Para o Ministério da Defesa, Bolsonaro afirmou que “não abre mão de um general 4 estrelas”. Segundo ele, não faz distinção entre Exército, ou equivalente da Marinha e Aeronáutica - mas quer que seja o oficial mais graduado. No Ministério das Relações Exteriores, o presidente eleito afirmou anteriormente que pretende escolher um diplomata de carreira para assumir o comando da pasta. Ele disse que quer um embaixador “sem viés ideológico”.



Correio do Povo


SÃO LEOPOLDO

Hospital reforça pedido de escolta da BM após assassinato

Nenhum comentário:

Postar um comentário