sábado, 24 de novembro de 2018

Bolsonaro marca encontro com assessor de Trump

Após rejeitar o convite de Michel Temer para participar da reunião do G20 na Argentina semana que vem (devido aos seus problemas de saúde), Bolsonaro aceitou o convite do assessor de Trump, John Bolton, para realizar um encontro no Rio de Janeiro neste dia 29. O encontro terá como objetivo discutir a relação brasileira com os Estados Unidos nos durante o próximo governo.

“Nós compartilhamos vários interesses bilaterais e vamos trabalhar juntos na expansão da liberdade e da prosperidade pelo hemisfério”, disse Bolton. O mesmo publicou no Twitter:


A relação entre o governo americano e Bolsonaro tem sido positiva nos últimos tempos, o que pôde ser observado em um discurso do próprio Bolton em Miami, em que o assessor de segurança ressaltou as afinidades entre Trump e Bolsonaro.

O combate de Bolsonaro contra as esquerdas marxistas, compartilhado por seu chanceler indicado recentemente, Ernesto Araújo, agrada a ala republicana. Isso foi observado, por exemplo, pela reação positiva que os conservadores americanos tiveram com o fim do programa mais médicos, reduzindo as relações brasileiras com a ditadura castrista.

Esse não é o primeiro sinal da relação positiva de Bolsonaro com a Casa Branca. No dia da eleição de Bolsonaro, o mesmo recebeu uma ligação congratulatória do presidente Donald Trump, que julgou a conversa como “excelente” em seu Twitter. Para enfatizar tal relação, fãs de Bolsonaro criaram a hashtag “#Trumpnaposse”.

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente que pretende ser um dos articuladores de seu governo, já tem visita marcada nos EUA.

Tudo indica que a relação Brasil-EUA só tende a se tornar mais íntima.


MBL News

Nenhum comentário:

Postar um comentário